Início » Redes Sociais » Conheça o criador do Facebook a maior rede social do mundo!

Conheça o criador do Facebook a maior rede social do mundo!

Publicado: 9 de fevereiro de 2018 | Por: | Atualizado: 4 de julho de 2019.

Conhece o criador do Facebook? Não?! Alguma vez você já se perguntou quem criou a rede social? Mark Zuckerberg descobriu uma maneira de impactar de forma positiva a vida de mais de 1,8 bilhão de pessoas. Isso enquanto ainda estava na faculdade!

Está sem tempo de ler agora? Baixe este conteúdo e acesse offline
Vender nas Redes Sociais Ficou Muito Mais Simples com as Dicas que Elaboramos para Atrair mais Visitantes

O dono da maior rede social do mundo é o responsável pelo sucesso minucioso do Facebook, que completou 10 anos em 2014, com milhares de usuários conectados à rede social.

Mas antes de entrarmos de cabeça nesse conteúdo, vamos falar um pouco sobre o tráfego do seu site?

Nossos especialistas criaram um material detalhado sobre como aumentar o tráfego de qualquer site em 4 semanas, isso mesmo!

Além de tudo, este material é gratuito! Pois é, aposto que seu bolso gostou dessa informação não é mesmo?

Mas vamos voltar a falar sobre o nosso texto.

Neste artigo você conhecerá tudo a respeito do quinto homem mais rico do mundo, e entenderá um pouco mais sobre a personalidade simples do criador do Facebook. Vem com a gente e descubra quais pontos fizeram Mark Zuckerberg e o Facebook serem ícones.

Como Zuckerberg criou o Facebook?

Em 2004, ainda em Harvard, onde estudava psicologia e ciência da computação, Mark Zuckerberg, criador do Facebook, iniciou com seus amigos de quarto um site onde os alunos da universidade poderiam criar perfis e carregar fotos para se comunicar com outras pessoas.

Semanas antes disso, Zuckerberg tinha criado uma rede social onde os alunos podiam “avaliar” o quão bonitos eram seus colegas por meio de fotos.

O Facemash saiu do ar por meio de uma ação da universidade, que pensou em processar e expulsar Zuckerberg do campus, mas desistiu com o tempo. O criador do facebook também foi proibido de acessar os servidores de Harvard por isso.

O primeiro nome dado a rede social em 2004 foi “The Facebook“, uma referência aos livros que trazem fotos e nomes de alunos em uma turma. Sabia que ele iniciou a criação do que hoje é a maior rede social do mundo, dentro de um quarto no meio da Universidade de Harvard?

Olhando de forma crítica, o criador do Facebook não tinha reinventado a roda, afinal outras redes sociais, como Myspace e Friendster já existiam, embora não tivessem tanto sucesso entre os jovens.

Criador do Facebook

Porém, desde o primeiro dia, o criador do Facebook quebrou paradigmas e melhorou ainda mais as relações entre pessoas e o acesso de clientes à empresas, já que a rede social permitiu que empresas pudessem criar páginas corporativas.

Em 2012, o Facebook estava com a marca de 1 bilhão de usuários conectados diariamente.

  • A cada minuto os cliques no botão “like” chegam a 4 milhões.
  • Cerca de 350 milhões de imagens são compartilhadas todos os dias.
  • Todo mês, cerca de 15 milhões de novos perfis são criados na rede social.

Os números assustam se levarmos em consideração o tempo do site no ar.

Um sucesso em popularidade e números

O Facebook se tornou presente no dia a dia das pessoas pelo mundo todo e isso é uma forma de aproximar uns dos outros e difundir ideias e opiniões, sem falar da facilidade de ajudar o próximo por meio de publicações interessantes.

Se o Facebook é uma rede social criativa, porém não inovadora, quando comparada com as outras redes sociais da época, qual o motivo de fazer tanto sucesso no mundo todo? O criador do Facebook tem alguma “culpa” nisso tudo?

O sucesso da rede social se deu, desde o início, pela forma eficiente de fazer melhorias no site aos poucos, garantindo que a ideia inicial pudesse crescer ainda mais para se tornar o que é hoje.

Embora hoje não seja uma novidade, logo no início era uma busca muito difícil descobrir quem criou o Facebook. Imagine um especialista com anos de estudo explicando que o criador da maior febre entre os jovens da época tinha cerca de metade da sua idade.

Era assim que os profissionais mais antigos se viam diante da imensidão que se tornou o Facebook em um espaço de tempo tão curto. A especulação da época era que a rede social não seria uma sensação unânime por muito tempo. Não é o que temos visto vemos hoje em dia!

Facebook para ampliar mais o mundo

Desde o lançamento da rede social, o Facebook se mostrou um sucesso aos usuários jovens de Harvard, pois até um certo momento, o “The Facebook” era restrito apenas aos alunos da universidade, que inclusive não sabiam quem criou o Facebook.

Com o tempo, o site virou uma febre entre os alunos de qualquer curso dentro do campus. As pessoas ficavam ansiosas para receber um convite de um amigo e serem os próximos a criar uma página na rede social, única forma de ter acesso ao site na época.

Facebook para ampliar mais o mundo

De acordo com a velocidade da evolução da rede social, novos recursos eram incluídos pelo criador do Facebook junto com seus colegas de sala e de quarto. Colegas estes que se tornaram, no futuro, sócios do site.

Agora você pensa: “a maior rede social do mundo nasceu no dormitório de uma universidade e foi criado por alunos simples, Zuckerberg, Dustin Moskovitz, Chris Hugher e, o brasileiro, Eduardo Saverin.”. Exatamente isso! O TCC não é nada se comparado a esse trabalho!

Muitos acessos e um grande salto para ser o melhor

Milhares de pessoas passaram a acessar o site e compartilhar textos, fotos, opiniões e demais recursos. Anos mais tarde, o criador do Facebook, afirmou que quando começou o site a ideia era deixar o mundo “mais aberto” para os acessos de todos.

Em setembro de 2005 a rede social deixou de usar o “the“, passando a ser chamada apenas pelo nome Facebook. Com isso, em pouco tempo a rede social se tornou um vício ainda maior entre os universitários. Simples e divertido.

Nessa época, diversas universidades pediam para o Facebook ser liberado em outras faculdades e posteriormente para o mundo todo. Todos queriam um convite para ter acesso a nova “febre” da internet.

A rede social começou com mais de 12 milhões de fãs. No ano seguinte a sua criação com nome novo, o número subiu para 58 milhões de usuários e foi implementada a nova funcionalidade de compartilhar vídeos na rede. A evolução gerou a necessidade de criar um chat e um app para o Iphone.

Só em 2006 o Facebook foi aberto para qualquer usuário e a partir disso, um marco no mundo das redes sociais começava a acontecer.

Por muito tempo o criador do Facebook resistiu a ideia de ceder espaço na página para publicidade, impactando na receita da rede social.

A polêmica de quem foi ideia de criar o Facebook

Depois que a rede social estava em processo de ascensão, houve uma polêmica que envolvia dois alunos de Harvard, que convidaram Mark Zuckerberg para criar uma rede social, antes de o Facebook ser inventado.

Os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss acusam o criador do Facebook de roubar sua ideia para criar a rede social.

Os gêmeos tinham a intenção de criar um site chamado Harvard Connection para promover namoros entre os alunos da universidade, mas Zuckerberg não levou o projeto adiante e logo em seguida criou o Facebook. Acusaram Zuckerberg de roubar a ideia deles.

Os irmãos processaram o criador do Facebook e o resultado desse caso só saiu em 2011, com a decisão judicial de que Mark Zuckerberg deveria indenizar os gêmeos em US$ 65 milhões de dólares (cerca de 209 milhões de reais atualmente), além de ações do Facebook.

Essa história polêmica ficou conhecida por meio do livro “Bilionário por acaso“, e posteriormente deu origem ao filme “A Rede Social“, indicado ao óscar de melhor filme do ano.

Polêmica com o Facebook

De certo modo, o criador do Facebook não inventou uma rede social, ele melhorou e tornou mais interessante algo que já existia na internet. O brilhantismo não está em quem criou o Facebook e sim em como o criou.

É como aquela máxima: “Na vida nada se cria, tudo se copia”. Não que Zuckerberg tivesse copiado algo, ele apenas transformou algo que já era bom em uma coisa melhor!

Por muitos motivos o Facebook é um fenômeno hoje, o principal deles foi o cuidado que o criador do Facebook teve em cada etapa de evolução do site e a forma com que ele enxerga e vive cada dia no mundo.

Curiosidades sobre o criador do Facebook

Todo mundo quer conhecer um pouco sobre o criador do Facebook, um homem simples e recatado que conseguiu desenvolver uma rede social com tanta qualidade que desperta o interesse de milhares de pessoas mundo afora.

Por esse motivo, separamos uma lista com 7 curiosidades sobre o criador do Facebook.

  1. Mark costuma estabelecer uma meta para cada ano e segue à risca para que seja cumprida até o dia 31 de dezembro de cada ano.
  2. Um dos motivos pelo qual o Facebook é azul, é porque seu criador é daltônico para as cores verde e vermelho.
  3. Mark Zuckerberg já recusou ofertas de emprego na Microsoft e na AOL.
  4. Quando se tornou bilionário, Mark tinha apenas 23 anos.
  5. Ele mesmo fez o design da aliança que usou para pedir sua, agora esposa, Priscilla Chan, em casamento.
  6. Mark Zuckerberg é poliglota e, além do inglês, sua língua mãe, o empresário também fala mandarim, francês, latim e grego antigo.
  7. O salário como CEO do Facebook é de 1 dólar por ano.

Quem foi Zuckerberg e o que ele representa hoje para os jovens?

Desde criança, o criador do Facebook demonstrava suas habilidades com a invenção de novos softwares.

Ganhou seu primeiro computador quando estava na 6ª série e logo ficou fascinado pela forma que funcionavam todos os componentes daquele equipamento.

Com o tempo, Zuckerberg passou a se aprofundar ainda mais nos estudos relacionados ao funcionamento dos programas que compunham um computador.

Com 12 anos, Mark criou um programa para trocar mensagens de texto com sua família, também desenvolveu um programa de recomendação de músicas que interessou os especialistas da Microsoft e AOL.

Estava claro que o futuro desse menino estava, de alguma forma, ligado a tecnologia. Mas quem podia imaginar o quão grande se tornaria esse futuro? Ser conhecido como quem criou o Facebook é um patamar nunca antes imaginado por ele.

Depois que ingressou em Harvard, Mark pode se envolver ainda mais seus conhecimentos teóricos e práticos em programação, porém depois do sucesso que a rede social fez, Mark abandonou a universidade no segundo ano para se dedicar totalmente ao Facebook.

Aparência nunca foi o foco do criador do Facebook

Em 2012, o criador do Facebook, já milionário, casou-se em uma cerimônia simples e reservada com a namorada de anos Priscila Chan. A cerimônia e festa de casamento tinha menos de 100 pessoas e os convidados acreditavam que seria comemorada a formatura de Chan.

O criador do Facebook nunca se importou com a aparência em público. Sempre foi a eventos importantes com roupas simples, camisetas e calças jeans, sem muito detalhe.

A imagem que o jovem empresário representa para os mais novos deixa claro que o sucesso depende exclusivamente de talento e teimosia.

Mark teve inúmeras chances de alavancar com seus outros programas e sites, mas não conseguia o resultado esperado. Hoje, com o sucesso mundial de sua rede social, o jovem é um dos homens mais ricos do planeta.

Todas as ideias que vieram para incrementar o Facebook depois do seu lançamento, foram incluídas e fizeram o site ter uma Receita que ultrapassou os $27 bilhões de dólares em 2016.

Hoje, uma em cada 4 pessoas no planeta utiliza o Facebook, seja para pesquisar tendências, para conhecer pessoas novas, interagir com amigos encontrar empresas e produtos, enfim.

A rede social criada pelo jovem programador e, agora empresário famoso, é um sucesso completo entre diversas pessoas.

Mark Zuckerberg

Toda empresa que procura conhecer melhor seus clientes e manter uma proximidade mais eficiente com eles, possui uma fanpage no Facebook. É a forma pela qual muitos futuros clientes chegarão até você.

Investir em um serviço de marketing para mídias sociais é garantir que o seu negócio tenha mais visibilidade para o mundo.

Em 2017, o criador do Facebook recebeu de Harvard uma graduação honorária, uma honraria oferecida pela universidade. Bill Gates, o criador da Microsoft, também teve o mesmo curso anos antes.

Depois que o Facebook surgiu

Um homem bastante reservado e simples, Mark Zuckerberg sempre se mostrou solícito a ajudar pessoas que passam por dificuldades e por isso, em 2010 fez uma doação de $100 milhões de dólares para melhorias em uma escola de New Jersey.

Mark Zuckerberg e sua esposa também já doaram $120 milhões para a escola onde fica a sede do Facebook, Bay Area de San Francisco.

O casal também doou $1,5 bilhão de dólares para a Silicon Valley Community Fundation, que oferece bolsas para estudantes e garante educação e segurança econômica para várias comunidades no mundo.

Mesmo assim, o criador do Facebook não deixou de trabalhar na melhoria do seu site. Mesmo depois de adquirir sucesso com sua rede social, o jovem empresário adquiriu duas novas redes sociais que são uma “febre” entre jovens e adultos.

O Instagram, rede social voltada para compartilhamento de imagens e o WhatsApp, um aplicativo feito para enviar mensagens entre as pessoas da sua lista de contatos que hoje é um pré requisito para a comunicação entre as pessoas.

Mark Zuckerberg também criou o projeto Internet.org feito para levar internet a comunidades pobres e mais afastadas das cidades. Com isso, mesmo depois de todo o sucesso do Facebook o jovem empresário continuou trabalhando para melhorar a vida das pessoas mais simple.

Conquiste mais Visibilidade e Atraia mais Leads com o Marketing no Instagram

Um dos 20 homens mais ricos do mundo não se cansa

Se você imagina que Mark Zuckerberg descansou depois que alcançou o sucesso com a rede social, está muito enganado. Alguns anos depois do lançamento oficial do Facebook, Mark entrou em 2013 para a lista da Forbes com as pessoas mais ricas do mundo.

O grande segredo do mais novo empresário que a internet já viu está diretamente ligado a simplicidade e a eficiência de se aproveitar de um momento quando ele surge.

Mesmo depois do sucesso do Facebook, Mark Zuckerberg adquiriu outra rede social de sucesso a sua lista: O Instagram, uma rede social de imagens.

A importância de entregar o seu coração em um projeto fez com que o site ganhasse ainda mais a cara e o jeito do seu criador.

2019-07-04T11:21:14-03:00

3 Comments

  1. […] você não for o Mark Zuckerberg, este artigo é para você! Mas caso você seja, entre em contato com o Blog para fazermos a […]

  2. […] porque no começo do ano de 2018 o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou que colocaria em prática as novas atualizações na […]

  3. […] início, era apenas liberado para o sistema operacional IOS, mas logo após a aquisição do Facebook, foi liberado para Android e teve diversas outras atualizações que fizeram da mídia social mais […]

Deixar Um Comentário

Diagnóstico Gratuito do seu Marketing