Tudo sobre Facebook: a rede social capaz de impulsionar os resultados da sua empresa!

//Tudo sobre Facebook: a rede social capaz de impulsionar os resultados da sua empresa!

Por: | Publicado: 8 de janeiro de 2019 | Atualizado: 14 de março de 2019.

Chegou a hora do Facebook, a rede social mais usada do mundo. Que tal conhecer a história dessa rede e ver todas as possibilidades que ela oferece tanto para o uso pessoal, quanto para o profissional?

Eu sei, você certamente já conhece o Facebook, mas sabia que ele pode impulsionar os resultados do seu negócio?

Ele conta com mais de 2 bilhões de usuários ativos no mundo inteiro. Já pensou esse tanto de gente tendo contato com sua empresa?

E não para por aí.

Além de ser útil para sua empresa e para manter contato com amigos ou familiares em ambiente digital, você pode participar de grupos com interesses específicos.

Se você ficar desempregado, por exemplo, existem muitos grupos focados em vagas para diversas localidades.

Nas alternativas de grupos focados em vagas de emprego, você também irá encontrar alguns restritos à profissionais de comunicação ou engenharia, por exemplo.

Tem espaço para todo mundo.

Desde os profissionais desempregados até para pessoas que desejam conversar sobre filmes e séries que serão lançados na Netflix.

Nesse post você saberá tudo sobre essa rede social e aprenderá a extrair o máximo que ela pode oferecer tanto para uso pessoal, quanto para o uso profissional.

Conheça tudo que vai rolar a seguir:

Afinal, o que é Facebook?

Se você veio de outro planeta e nunca ouviu falar sobre esse tal de Facebook, vamos falar sobre ele e você sairá deste artigo pronto para o que der e vier dentro dessa rede social.

Como já falamos por aqui, é a rede social mais usada no mundo inteiro. Nela, você consegue criar um perfil pessoal ou uma fan page e interagir com outras pessoas conectadas a ela.

Essas interações podem ser feitas por meio de curtidas, compartilhamentos de conteúdos ou até mesmo com comentários. Tudo instantaneamente.

Facebook, se fosse um Pokémon, seria a evolução do Orkut. Lembra dele?

Além dessas opções de interação, o Facebook pode ser útil para informação no geral.

Se você acompanha futebol, por exemplo, basta seguir páginas de veículos focados em esporte e você terá acesso aos conteúdos.

O mesmo acontece com política ou qualquer outra tema que seja relevante para você.

Enfim, é uma rede em que você mantém contato com pessoas, marcas, veículos de comunicação.

Todo mundo em um lugar só.

Conheça a história do Facebook

Pronto, agora você já sabe o que é Facebook. Chegou a hora de conhecer a história dessa rede social.

Esse projeto teve início em 2003, na Universidade de Harvard, mas com o nome Facemach.

Seu nome atual teve origem a partir do apelido de um livro preparado artesanalmente nas faculdades americanas.

Este livro continha informações e fotos de grande parte dos estudantes das universidades. Era uma forma de aproximar os calouros uns dos outros.

Eram várias folhas encadernadas sem muito cuidado mesmo, talvez até um pouco mal feito, mas com detalhes de cada um dos estudantes.

Nas mãos do Mark Zuckerberg, Eduardo Saverin, Dustin Moskovitz e Chris Hughes, estudantes de computação, esse caderno despretensioso virou uma inspiração para criar a rede social mais famosa do mundo.

O software foi desenvolvido por Zuckerberg, que estava no segundo ano dos estudos.

Seu objetivo no início era quais pessoas eram quente ou não, mas isso no sentido sexual.

O programa apresentava duas fotos lado a lado na tela e permitia ao usuário escolher por uma delas.

Para conseguir as fotos Mark Zuckerberg, usando suas habilidades, acessou o sistema da faculdade e capturou as imagens de identificação de cada um dos estudantes.

Pouco tempo depois de alimentar o seu site com mais e mais fotos, o então Facemash tornou-se bem popular entre os alunos.

Durante esse boom muitos começaram a trocar as fotos de perfil por textos representando alguma posição políticas ou algum protesto contra o próprio Facemash.

E isso aumentou ainda mais o sucesso do sistema.

Mas isso também culminou com o fim do site, prontamente fechado pelos executivos de Harvard, em 28 de outubro de 2003.

E esta não a única má notícia para o Zuckerberg.

Ele foi acusado pela instituição de quebra de segurança, violação de copyright e violação de privacidade, por utilizar as fotos dos alunos armazenadas no sistema da instituição.

E mais: chegaram a iniciar um processo para expulsá-lo do mancebo, mas logo depois retiraram a acusação.

Já no dia 04 de fevereiro de 2004, ele decidiu relançar sua ideia com um novo site, o “The facebook”.

Mas os problemas apareceram mais cedo do que ele poderia imaginar.

Seis dias depois de pôr o novo site no ar, Divya Narendra e os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss, estudantes seniores de Harvard, acusaram Zuckerberg de roubar ideais que eles usariam na criação de outra rede social, nomeada HarvardConnection e depois ConnectU.

Os três processaram Mark Zuckerberg, mas chegaram em um acordo extrajudicial.

Início do The facebook

Vamos mergulhar um pouco mais na história do Facebook.

Logo depois de relançar seu projeto, Zuck notou um potencial enorme em sua criação e decidiu quebrar as barreiras que ele mesmo tinha imposto no início.

Ele deixou de restringir a novidade apenas para os alunos de Harvard e liberou para todos que quisessem fazer o cadastro.

Para expandir ainda mais o uso do site, Mark Zuckerberg falou com colegas de outras universidades, formando uma equipe que fez abranger ainda mais a popularidade do The facebook.

Nesse momento, o fundador do Napster, Sean Parker, se aproximou de Zuckerberg e na sequência decidiu ser o investidor anjo e tornou-se presidente da empresa, que passou a ser chamada de apenas de Facebook.

Este domínio. Facebook.com, foi adquirido em 2005, por US$ 200 mil.

No início, o brasileiro Saverin tinha sido escolhido como o homem de business porque, além de também ser judeu, ele tinha muito dinheiro e arcava com os custos dos computadores que eram fundamentais para sustentar o site.

Mas Zuckerberg decidiu descartar nosso compatriota e, de maneira um tanto quanto desleal, o pressionou a assinar papéis que reduziam seriamente sua participação na empresa.

Sete anos depois dessa confusão, o site Business Insider teve acesso ao e-mail enviado por Zuckerberg ao advogado, instruindo-o a dar o golpe no Saveni. Acesse o link e veja na íntegra.

Depois de perceber que tinha sido enganado, Severin, como qualquer outra pessoa em seu lugar, ficou furioso.

E o que isso rendeu? Um processo do Facebook contra ele. Sim, Zuckerberg teve essa cara de pau!

Ele alegou uma tentativa de interferência do Saverin nos negócios da empresa e também revelou a insistência em querer manter os 30% da companhia em seu nome.

Logo após ser processado, Severin também entrou com uma ação contra o Facebook. Isso lhe rendeu um acordo e ele ficou com 5% da empresa e manteve o status de cofundador no site oficial do Facebook.

E depois de tantos esquemas parece que as estratégias do Zuckerberg deu certo, não é? Afinal, ele se tornou o mais jovem multimilionário do mundo.

Hoje a empresa conta com 40 investidores. O mais abonado deles é o Zuckerberg, com 28,2%, um valor de US$ 28 bilhões. Com 0,022%, Divya Narendra tem a menor fatia da empresa, cerca de US$ 18,7 milhões.

Quer conhecer a lista completa? Acesse o link.

Para você ter noção da dimensão alcançada pelo Facebook, só o Brasil conta com mais de 47 milhões de usuários ativos na rede social, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Agora você já sabe o que é Facebook e conheceu toda sua história. Vamos aprender a criar uma conta nessa rede social cada vez mais influente no mundo inteiro?

Aprenda a criar um perfil no Facebook

Vou listar o passo a passo da criação de uma conta por meio de um desktop, mas você também consegue fazer Facebook pelo celular, ok?

Então vamos lá.

Antes de tudo você deve buscar pela página do Facebook no buscador online.

Para criar uma conta no Facebook, essa primeira etapa irá solicitar algumas informações como por exemplo:

  • Nome;
  • Sobrenome;
  • Número de celular ou endereço de e-mail;
  • Senha;
  • Data de aniversário;
  • Gênero.

Logo abaixo das solicitações vale conferir os Termos, Políticas de Dados e Política de Cookies.

Somente após preencher todos essas informações será possível seguir adiante.

Veja a próxima etapa para criar uma conta no Facebook:

O e-mail inserido no início do processo estará nesse espaço em branco e, ao clicar nas outras opções, você encontrará possíveis contatos já presente na rede social. É apenas uma forma de facilitar a localização de pessoas que talvez lhe interesse.

Depois disse é tudo bem simples.

Você irá preencher as informações básicas, como escolaridade, nome, idade, etc.Tudo guiado pelo próprio Facebook, não tem segredo, basta seguir as orientações.

Na última etapa você irá incluir sua foto no perfil do Facebook. Procure escolher uma imagem nítida, que dê para te identificar com facilidade.

Como criar uma fan page

Se você deseja divulgar sua marca para milhares e milhares de pessoas, estar presente no Facebook é quase uma obrigatoriedade.

O processo de criação é bem simples e intuitivo.

Lembra da página inicial para criar um perfil pessoal? Nela mesmo tem a opção de criar um perfil para sua empresa, banda ou até mesmo para uma celebridade.

Sendo assim, o primeiro passo é selecionar a categoria.

Selecione a categoria

Ao clicar nessa opção você irá se deparar com uma página pedindo que você indique com qual tipo de negócio sua página se encaixa.

Cada categoria possui informações diferentes que devem ser preenchidas para conseguir finalizar a criação de uma fan page.

Essas informações serão essenciais para sua fan page ser encontrada tanto no Facebook, quando no buscador do Google.

Se por acaso sua empresa mudar de segmento, não se preocupe. Isso pode ser alterado a qualquer momento por meio da configuração da página.

Preencha informações

Depois de escolher a categoria do seu negócio, será necessário preencher informações relacionadas ao seu negócio.

Não se esqueça de de inserir uma descrição sobre a área de atuação da empresa, assim como informar o endereço do seu site ou até mesmo o endereço físico.

Isso é extremamente importante para os seguidores saberem mais sobre sua empresa. Isso gera uma confiança maior e pode ser crucial para uma futura venda.

Quer mais algumas dicas para aprender como criar uma fanpage incrível? Acesse o link e descubra o quão importante esta prática pode ser para potencializar os resultados do seu empreendimento.

Facebook: o aliado do marketing digital

O marketing digital nada mais é do que um novo método de divulgação de produtos e serviços ou marcas por meio do ambiente online.

Se você está investindo nele o Facebook será um aliado muito importante para conseguir alcançar bons resultados em suas estratégias.

Afinal, você deve estar onde seu público está. E pelos números apontados ao longo do conteúdo, você já pode imaginar que parte do seu também está por aqui.

Além de ter um um alcance de público enorme, o Facebook possibilita uma comunicação mais próxima do usuário, por meio de comentários, curtidas e até mesmo compartilhamentos.

Isso pode tornar a experiência do usuário mais descontraída e dá a chance de aproximar o público-alvo da sua marca com mais facilidade.

Mas se você fizer todo esse trabalho de divulgação sozinho, sem o auxílio, é possível que campanha fique incompleta, sem usar todos os recursos oferecidos pelo Facebook.

Por isso vamos listar 12 dicas para você aprender como trabalhar com marketing no Facebook:

1. Defina um planejamento

Antes de iniciar qualquer ação de marketing é preciso definir um objetivo. E no facebook, não é diferente.

O que você deseja alcançar com seus anúncios? Qual interação você terá com seu público? Qual linguagem será utilizada? Quais dias e horários você irá divulgar o trabalho?

Todas essas questões devem estar muito bem definidas antes de iniciar qualquer divulgação em suas redes sociais.

No início foque em aumentar o número de seguidores. Quanto mais pessoas na sua página, maior será a audiência.

E o objetivo é alcançar um grande público, não é?

2. Crie uma fanpage, não um perfil

Esse é um dos erros mais comuns em estratégias de marketing no Facebook.

Os empresários, em vez de criarem uma fan page, fazem um perfil comum, como se fosse de uma pessoas física. Este é um erro muito grave.

Mas qual o problema nisso? O mais importante não é estar no Facebook?

Sim e não.

É importante estar no Facebook, mas da maneira mais adequada.

Um perfil para pessoa física é focado para o uso pessoal e não tem os recursos feitos exclusivamente para o Facebook voltado a negócios.

Por isso é muito importante não cometer este erro, ele pode pôr todo seu planejamento por água abaixo.

3. Complete as informações da sua página

Depois de aprender a criar uma página no Facebook para negócios, é importante preencher o máximo de informações possíveis para informar seu potencial consumidor sobre seu empreendimento.

Muita atenção com o preenchimento seção “sobre”.

Este espaço é dedicado a informações de grande relevância da sua empresa. Todas elas de extrema importância para o seu público.

Veja algumas delas:

  • Descrição de contatos (e-mail, telefone, website);
  • Apresentação de produtos e serviços;
  • Horário de funcionamento da empresa;
  • Cardápio, caso seu negócio seja voltado à gastronomia;
  • Se for uma empresa já premiada por alguma atividade, deixe essa informação em destaque.

Se você achar necessário, também indicamos que você faça um pequeno texto explicando o que sua empresa faz e oferece, além de expor a visão e valores que defende.

4. Imagens de perfil e de capa

O primeiro contato dos usuários com sua página será feito por meio da capa e foto de perfil.

Não preciso nem dizer que você deve elaborar imagens bem atrativas e com a maior qualidade possível, né?

Ah, não podemos esquecer: as imagens devem fazer alguma referência ao seu negócio.

Dê uma olhada em como fizemos aqui na Ideal Marketing:

A imagem de perfil é o nosso logotipo. Já a de capa, embora não tenha as cores da nossa identidade, colocamos o logotipo discretamente, logo abaixo da frase em destaque.

Seu projeto ainda não tem um logo definido? Clique no link e saiba como criar um logotipo para o seu negócio agora mesmo!

Veja algumas dicas para você criar imagens incríveis para criar sua página no Facebook:

  • Use seu logo ou algo que remeta a ele em sua foto de perfil;
  • Utilize cores relacionadas a sua marca;
  • Transmita alguma mensagem instigante com sua capa, algo inspirador ou até mesmo um anúncio de um novo produto, serviço ou evento oferecido por sua empresa;
  • As imagens do perfil e capa do Facebook devem conversarem entre si, ou seja, devem ter alguma relação.

Mudar a capa da sua página do Facebook periodicamente também é uma boa prática. Isso passa um ar de inovação e reafirma ainda mais sua presença na rede social.

5. Tenha uma equipe

Por mais que você tenha aprendido como criar uma conta no Facebook, trata-se de uma ferramenta um pouco complexa quando o tema é marketing digital.

Complexa, não impossível de aprender a manuseá-la com o tempo. Então fique conosco para ficar craque.

Embora dê para aprender tudo isso, a presença de profissionais é indispensável para coletar resultados ainda mais positivos em suas estratégias de marketing no Facebook.

Profissionais com experiência em redes sociais e também em ações de marketing podem contribuir – e muito – com o desenvolvimento de estratégias no Facebook para sua empresa.

Por isso é importante montar uma equipe de profissionais focados em trabalhos no Facebook.

O facebook oferece a alternativa de adicionar mais de uma pessoa para administrar sua fan page. Assim o trabalho de todos será facilitado.

6. Defina sua persona

Como você já pensa em estratégias de marketing digital no Facebook, talvez já tenha se deparado com esse termo em algum lugar, não?

Nunca ouviu falar? Não tem problema. Vamos falar um pouco sobre.

Persona nada mais é do que o cliente ideal do seu negócio.

É uma representação semi-fictícia do seu cliente. Semi-fictícia porque é uma figura irreal, mas baseada em fatos reais do seu negócio.

Muitos a confundem com público-alvo, mas há pequenas diferenças.

Público-alvo é muito menos certeiro e vamos mostrar o porquê nos exemplos logo abaixo.

Se você tem um negócio de artigos esportivos, seu público-alvo pode ser jovens de 15 a 28 anos, que gostam de esportes, com renda média de R$ 2.000 por mês e estudantes de educação física.

Já sua persona é a Clara Mendes, de 21 anos, com salário de R$ 2.300 por mês, estudante de educação física.

Clara é solteira, gosta de realizar atividades físicas todos os dias e, aos finais de semanas, prefere ficar em mais tempo em casa e assistir filmes e séries.

Notou a diferença?

O público-alvo é algo muito mais abrangente.

No exemplo dado podemos encontrar vários grupos dentro do mesmo público. Podem ter estudantes que gostam apenas de um esporte específico e com idades bem diferentes umas das outras.

A persona fala de um personagem específico, com informações baseadas no seu próprio negócio. Não há nenhum dado inventado.

A criação de uma persona facilita o desenvolvimento dos projetos de marketing da sua equipe.

Com ela os profissionais saberão exatamente com quem estão lidando e isso facilita em diversas tomadas de decisões, como linguagem adotada e tipos de exemplos citados ao longo dos materiais.

Quer aprender o que é persona nos mínimos detalhes? Clique no link acesse nosso conteúdo

7. Defina o tom

Para definir o tom da sua estratégia de marketing no Facebook é preciso elaborar sua persona antes. Assim você já terá um direcionamento muito melhor.

Depois de definir o tom dos seus conteúdos, mantenha a mesma pegada em todos os materiais produzidos para seu Facebook.

Isso ajudará a criar a identidade da sua empresa em ambiente digital.

8. Produção de vídeos

Os vídeos tem ganhado cada vez mais espaço no Facebook. Por isso é mais uma boa alternativa para você inserir na sua estratégia de marketing digital.

Se você quer engajar seus seguidores e aumentar o seu alcance orgânico, aposte em vídeos!

Você pode fazer isso de alguma formas, entre elas está o compartilhamento de links para o canal no YouTube da sua empresa, no Vimeo ou até mesmo em outro site.

Quer saber como postar vídeos no Facebook com potencial para engajar seus consumidores? Acesse o link e veja algumas dicas.

9. Use emojis e GIFs

As redes sociais, inclusive o Facebook, estão cada dia mais sendo invadidas por emojis e GIFs.

Exatamente por isso muitas marcas já adotaram esta prática.

Eles não servem apenas para atrair a atenção dos usuários, emojis e GIFs dão personalidade a sua marca e humaniza um pouco mais a interação com seus seguidores no Facebook.

É comum as empresas usarem emojis para publicações comuns e GIFs para responder interações nos materiais divulgados.

Humanizar sua página no Facebook é um fator fundamental para se aproximar dos dos seguidores e conseguir resultados cada vez mais animadores.

10. Use os botões de call to action do Facebook

Não sabe o que é call to action? Em português significa “chamada para ação”, ou seja, você chama o usuário para realizar qualquer ação desejada pelo seu negócio.

Seria uma espécie de botão digital com um verbo de ação.

Trata-se de uma forma de converter o usuário em lead, ou seja, em um cliente que demonstra interesse em adquirir seu produto ou serviço em algum momento.

11. Marque outras páginas

Realize parcerias com outras empresas e mencione-as em alguma publicação no seu Facebook.

Interações entre perfis de marca sempre é positivo em termos de exposição, pois sua empresa será conhecida por muitos outros potenciais clientes do seu negócio.

12. Responda os comentários

Quando você entendeu o que é Facebook de fato e quais são as possibilidades de negócio dentro dessa rede social ficou muito mais claro que a intenção é conseguir interação com usuários, não?

Então, depois de conseguir várias e várias interações, não tem sentido ignorá-las, não é?

Portanto, dê atenção para todas as questões presentes nos comentários de suas publicações no Facebook.

Isso mostrará sua preocupação com as reações, opiniões e questionamentos dos seguidores.

Ter uma participação ativa e responder os comentários, mesmo quando negativos, geram bons resultados. Assim os usuários se sentem animados para dar continuidade na interação ou até mesmo tornar isso um hábito.

Conheça as ferramentas do Facebook

O Facebook a cada ano inova e deixa a experiência dos usuários cada vez melhor com a plataforma.

E o melhor: eles não deixam as empresas de lado.

Então vamos falar de algumas ferramentas que serão cruciais para aprender como anunciar no Facebook e, assim, ter sucesso em sua estratégia de marketing digital

Facebook Marketplace

Você ainda não sabe o que é Marketplace? Então vamos conhecer essa plataforma de anúncios que acaba de chegar no Brasil.

Trata-se de uma ferramenta de vendas do Facebook dentro da sua própria rede.

Ultimamente temos nos deparado com recursos facilitadores de compra dentro do Facebook, como os botões de interesse, o famoso CTA citado há pouco neste artigo.

Diferente de algumas opções já utilizadas, o Marketplace Facebook se apresenta como uma alternativa onde as trocas comerciais acontecem de maneira mais profissional.

Como funciona o Marketplace?

Segundo o próprio Facebook, é possível encontrar de tudo nessa plataforma de vendas, desde roupas, aparelhos de tecnologia e atém mesmo casos e carros.

Você já fez anúncios por meio de sites como OLX ou Mercado Livre?

O Facebook Marketplace funciona de forma semelhante.

Os anunciantes devem tirar fotos dos produtos, criar uma descrição e informar o valor do item anunciado na rede.

O contato entre consumidor e vendedor é todo feito no Messenger.

Mas infelizmente o Facebook Marketplace não oferece opções de mediação de pagamento e, por isso, a negociação é feita diretamente com o anunciante dos produtos.

Mas um ponto positivo que também deve ser destacado: não tem necessidade de baixar outros aplicativos ou migrar para qualquer outra plataforma.

Como as outras alternativas de anúncio online, o Facebook Marketplace também consegue filtrar sua busca por localização ou até mesmo em categorias como, casa e jardim, moradia, entretenimento, etc.

Aprenda a acessar o Marketplace

Como você já sabe muito bem o que é Facebook e conhece perfeitamente o design da sua página, já deve ter notado um novo ícone como opção na parte superior direita da tela do seu celular.

Já quando se acessa o Facebook em um desktop, a localização muda um pouco, mas ainda assim é muito fácil de encontrá-lo.

Olhe para a parte esquerda da sua tela do seu computador e verá algumas opções. Entre elas estará o Marketplace.

Ao acessar você verá um feed de Marketplace você verá anúncio de diversos tipos, podendo filtrá-los da forma que melhor se adequar ao seu interesse.

Grupos de empresa

Se você quer criar uma rede apenas com potenciais clientes, ou seja, aqueles com reais possibilidades de adquirir seu produto ou serviço, o Facebook também permite aos perfis de empresas criarem grupos.

Essa funcionalidade pode ajudar empresas a formarem comunidades de clientes. E isso possibilita uma comunicação mais direta e exclusiva com eles.

Ou seja, por meio da sua página você conversa com um público mais amplo e no grupo para empresas no Facebook você mantém uma relação mais próxima. interessantes, não acha?

Para criar esse grupo é muito simples. Basta clicar nas opções no menu na parte superior direita da sua tela.

Após o clique aparecerá algumas opções, escolha “criar grupo”.

Depois disso é tudo ainda mais simples. Basta seguir as orientações da própria rede social. É um processo bem intuitivo, não tem erro.

Esses grupos têm níveis de privacidade.

Ele pode ser Secreto (invisível para os outros membros), Privado (visível, mas com trocas privadas) ou Público (visível e com trocas públicas).

Essa escolha depende da necessidade do seu negócio.

Feed de grupos no Facebook

Recentemente o Facebook adicionou mais uma funcionalidade e ela está logo na parte superior esquerda da tela do seu celular.

Quando você clicar no ícone em destaque o feed será apenas de grupos que você participa.

Isso facilita na busca de materiais específicos ou para interagir com os grupos de maneira mais fácil.

Feed de exploração

No final de 2017 o Facebook lançou uma novidade na plataforma: o feed de exploração.

Essa novidade durou pouco tempo e já não está mais disponível no Facebook, mas vamos falar um pouco sobre ela só para você ter conhecimento.

Sabe aquela publicação incrível feita no Facebook, mas com alcance quase nulo? O feed de exploração servia para dar força a este trabalho.

Diferente do feed de notícias e do feed de páginas, essa alternativa mostrava publicações de páginas que você não seguia, mas que talvez lhe interessasse.

Mas como assim?

Por meio de dados referente aos conteúdos consumidos pelo usuário, o Facebook sugere materiais semelhantes. E essa sugestão estava disponível nesse tal feed de exploração.

A alternativa estava disponível tanto para desktop quanto para mobile. Mas o Facebook desativou.

Facebook Ads: o que é e como usar

Se você planeja investir em marketing digital, é quase uma obrigação saber como fazer anúncio no Facebook.

Afinal, trata-se da rede social com maior alcance no mundo e certamente conta com a presença de muitos potenciais clientes do seu negócio.

Mas afinal, o que é Facebook Ads?

Facebook Ads (ou Facebook Advertisements) é o sistema de Outbound Marketing dessa rede social.

Ou seja, é o mecanismo que exibirá seus anúncios nas páginas desta mídia social.

Essa exibição de anúncio é feita de forma estratégica para alcançar aquele usuário mais apropriado para consumir seu produto.

E isso é feito de maneira semelhante ao antigo feed de exploração, mencionado no tópico anterior.

Se você não se recorda, vamos destacar novamente: os anúncios são exibidos de acordo com o consumo de conteúdo dos usuário, os anúncios aparecem para eles.

Se você acompanha futebol por meio de notícias de veículos no Facebook e a Nike lança uma nova linha de chuteiras, por exemplo, esse anúncio será exibido para você.

Sabe por quê? A probabilidade de compra é muito maior quando comparada a alguém que consome conteúdos de gastronomia ou qualquer outro tema sem a mínima proximidade com o futebol.

Motivos para anunciar no Facebook Ads

Certo, você já aprendeu o que é Facebook Ads, mas e aí? Por que você deve investir nesse tipo de campanha?

Muito calma. Vamos falar sobre isso agora.

Se você quer aumentar o alcance das ações da sua empresa em ambiente digital, nada melhor do que apostar na melhor delas, não acha?

Trata-se de um investimento personalizado para cada um dos negócios e totalmente controlável, ou seja, é possível investir um valor acessível para o seu bolso.

Além disso, o algoritmo do Facebook, hoje, não garante a exibição do seu material para 100% dos seguidores na sua página. Em média, apenas 1% deles verão suas publicações.

Já com o link patrocinado Facebook todos seguidores terão acesso a sua postagem.

Sem falar em outros que ainda não seguem sua página, mas tem interesses semelhantes ao conteúdo que você trabalha.

Para resumir melhor, vamos destacar algumas vantagens para você se convencer e aprender de vez como anunciar no Facebook.

Encontrar pessoas: como falamos, ao apostar em links patrocinados Facebook, você consegue alcançar mais usuários. Essa localização é feita baseada em dados demográficos, comportamentos ou informações de contato;

Prender atenção: os anúncios do Facebook têm formatos atraentes , são flexíveis e funcionam em todos os dispositivos e velocidades de conexão;

Metrificar resultados: após realizar as ações no Facebook, por meio de relatórios você consegue acompanhar os resultados obtidos por meio de cada campanha feita para sua empresa.

Isso é extremamente importante para suas estratégias seguirem o caminho mais assertivo para o seu negócio.

Termos comuns no Facebook Ads

Você já sabe o que é Facebook Ads, mas talvez ainda não conheça alguns termos muito comuns dentro da ferramenta de gerenciamento e criação de anúncios.

Então vamos listar alguns deles para você já ir se familiarizando com isso.

Pixel de conversão

Trata-se de uma pequena linha de código para acompanhar a efetividade dos anúncios fora do Facebook, dentro de outras páginas da web.

Feed de notícias

Eu sei, você já o conhece. Mas vale destacar novamente por aqui.

É aqui em que o usuário tem toda sua experiência no Facebook, ou seja, é onde ele tem contato com suas campanhas de marketing digital e qualquer outro material do seu interesse.

Post de página não publicado

Depois de aprender como fazer anúncios no Facebook e criar campanhas com direcionamento específico, elas não irão aparecer como uma postagem comum na sua timeline, ok?

Elas serão exibidas apenas no feed de notícias dos usuários, com o mesmo formato de uma publicação comum.

ROAS (Return over Ad Spend)

Você lembra o que é ROI? Falamos sobre isso aqui no blog Ideal Marketing.

ROAS, ou Retorno Sobre gasto em Ads é como se fosse o ROI, mas apenas das campanhas de Facebook Ads.

Ele tem o objetivo de medir a efetividade das ações de marketing, analisando quanto de receita foi gerado por cada centavo investido em campanhas de marketing digital no Facebook.

Conversion Lift

O Facebook Conversion Lift ou Conversão Elevado, em tradução livre, é uma ferramenta para acompanhar os negócios adicionais gerados pelos anúncios no Facebook para empresa.

Ele permite a equipe de marketing acompanhar o valor de receita adicional está sendo gerada e como incluir isso no seu plano de marketing.

Pronto, agora você já sabe o que é Facebook Ads, mas ainda dá para aprender um pouco mais. Acesse o link e veja!

Gerenciador de anúncios no Facebook

O gerenciador de anúncios é uma ferramenta para criar e, como o nome diz, gerenciar suas campanhas na rede social mais popular do mundo.

Com ele você pode:

  • Criar e veicular anúncios no Facebook;
  • Direcionar as ações aos usuários interessantes para o seu negócio;
  • Definir um orçamento;
  • Ver o desempenho de cada uma das suas campanhas;
  • Consultar resumo da cobrança e informações sobre o histórico.

Esta ferramenta foi criada para tornar a publicidade e veiculação de anúncios o mais fácil possível dentro do Facebook.

Com ela você tem a combinação perfeita: recursos de edição e criação de anúncios, facilidade de uso e a familiaridade que os anunciantes têm no gerenciador de anúncios.

E o melhor, dá para você gerenciá-los de qualquer lugar!

Sim, isso mesmo. Você pode baixar o aplicativo Anúncios do Facebook e facilitar ainda mais a sua vida.

Esse aplicativo para gerenciar anúncio no Facebook foi criado porque, na maioria das vezes, profissionais de marketing e empresários passam mais tempo nos celulares.

Se você quiser monitorar o desempenho de seus anúncios ou até mesmo criar novos, não tem problema, poderá ser feito de qualquer lugar.

Veja tudo que esse aplicativo pode fazer:

  • Acompanha o desempenho do anúncio;
  • Edita campanhas já existentes;
  • Criação anúncios;
  • Recebe notificações push.

Viu só? É possível controlar seu trabalho dentro do seu escritório, mas, se precisar dar aquela saidinha, não tem problema, é só baixar o aplicativo e fazer tudo por ele.

Gerenciador de Negócios do Facebook

Gerenciador de Negócios é uma ferramenta totalmente gratuita e tem o objetivo de simplificar a gestão de todas campanhas por meio dessa rede social ou do Instagram, rede social que também pertence ao Facebook.

Ele ajuda o anunciante a integrar o trabalho de marketing no Facebook em todos os negócios e com parceiros externos.

Trata-se de uma ferramenta que permite aos grandes anunciantes administrarem todas as suas contas de anúncios e aplicativos em apenas um lugar.

Para se cadastrar nessa alternativa oferecida pelo facebook, siga os seguinte passos:

1. Acesse business.facebook.com;
2. Clique em Criar conta;
3. Informe o nome da sua empresa, selecione a página principal, digite seu nome e endereço de e-mail;
4. Siga as instruções do Facebook e preencha todos os dados solicitados;
5. Aprenda a adicionar pessoas ao Gerenciador de Negócios e deixe mais de uma pessoa responsável por gerenciar.

Se o sua empresa tem alguma identificação com pontos a seguir, você deve criar um gerenciador de negócio:

Tem uma equipe de marketing: você terá mais de uma pessoa para gerenciar a presença da seu negócio no Facebook ou no Instagram.

Você gerencia ativos: é possível gerenciar vários ativos no Facebook ou Instagram, como páginas do Facebook, contas de anúncios ou aplicativos.

Trabalha com fornecedores: você mantém contato com fornecedores para auxiliar na criação, veiculação ou gerenciamento de suas páginas, porém quer ter propriedade de todas seus trabalhos, sem deixar tudo na mão do fornecedor.

Controle de acesso e permissões: você quer manter o controle sobre seus ativos, sem atribuir totalmente o controle dos trabalhos aos colaboradores da empresa.

Você precisa proteger seu negócio: o gerenciador de negócio agora tem novas ferramentas de proteção por meio da Central de Segurança para se ter um controle maior sobre seus ativos.

Se você quer simplificação no gerenciamento, cadastre-se no Gerenciador de Negócios do Facebook agora mesmo!

Análise de métricas das campanhas

Já falamos algumas vezes aqui no blog: analisar os resultados de suas campanhas em ambiente digital é extremamente importante para conseguir resultados positivos com suas ações.

O gerenciador de anúncios atualizado do Facebook também tem essa função.

Ele combina gráficos completos e o histórico de atividades com detalhes bem precisos, linhas de resumo, referências de datas, exportação de relatórios informativos e a capacidade de personalizar colunas do gerenciador de anúncios.

Com essa ferramenta você poderá gerenciar os anúncios, analisar os resultados de cada um deles e o melhor: tudo no mesmo lugar, em uma interface única e simples de usar.

Pixel Facebook

Não, nada disso! Pixel Facebook não tem nada a ver com imagens ou trabalhos gráficos.

Trata-se de uma ferramenta analítica para medir a eficácia dos seus anúncios. Com ele você pode entender as ações realizadas pelos usuários no seu site e atinge públicos importantes para você.

Você pode usar os pixels para:

  • Verificar se os anúncios são exibidos para as pessoas certas, ou seja, pessoas com mais probabilidade de comprar seu produto ou serviço;
  • Criar públicos de publicidade;
  • Desbloquear ferramentas de publicidade adicionais do Facebook;
  • Configure o pixel do Facebook.

Configure o pixel Facebook ao colocar o código dele no cabeçalho do seu blog. Quando alguém visitá-lo e realizar uma ação, como clicar em um produto, por exemplo, o pixel Facebook é ativado e informa lhe essa ação.

Assim você saberá quando o usuário executa uma ação e poderá alcançar esse cliente novamente com os próximos anúncios desenvolvidos para essa rede social.

Há várias maneiras de usar esses dados coletados no rastreamento de pixel do Facebook e, assim, deixar sua estratégia de marketing digital ainda mais assertiva.

Com o pixel Facebook você pode:

Alcançar pessoas certas

Ninguém aqui quer falar com clientes sem a mínima intenção de adquirir seu produto ou serviço.

Com o pixel Facebook você consegue encontrar pessoas que já visitaram sua página ou que realizaram uma ação deseja pelo seu negócio, como clicar em um botão call to action, por exemplo.

Geração de vendas

É possível configurar os lances automáticos para direcionar pessoas mais próximas de executar a ação desejada.

Avalie os resultados

Visualize os números de conversões de cada um dos anúncios elaborados para o Facebook. Assim você terá noção de quais estratégias são mais efetivas.

Quer saber ainda mais sobre o pixel Facebook? Acesse o link e veja um material dedicado apenas a este tema.

Tipos de anúncios no Facebook

Antes de tudo é preciso analisar as alternativas de anúncios e escolher a mais adequada para o seu empreendimento.

Vamos falar um pouco de cada um deles logo a seguir.

Geração de leads

São anúncios com o objetivo de fazer as pessoas façam downloads fora do site ou ofertas de cadastros.

O legal dessa alternativa é a possibilidade de customizar os anúncios com as CTAs específicas para a sua oferta.

Se o seu negócio possui uma localização física e você deseja aumentar a rotatividade de clientes no seu endereço, esta seria um opção interessante, mas também pode ser útil para negócios presentes apenas em ambiente digital.

É muito comum redes de fastfood apostarem nesse tipo de anúncio para oferecer códigos de descontos para os clientes.

Envolvimentos

Se você já publicou muitos materiais na sua página no Facebook, essa opção pode ser muito boa para o seu negócio.

Com esse anúncio você aumentará o engajamento dos seus posts individuais e também aumentará o alcance de cada um deles.

Esse processo ajuda a gerar mais curtidas, comentários e compartilhamento e isso aumentará o número de seguidores ao mesmo tempo.

Calma, vamos explicar melhor.

Esse post oferece ao usuário a chance de engajar no seu conteúdo via curtidas, comentários e compartilhamentos.

Além disso, esse anúncio no Facebook é promovido como uma atualização feita pelo seu perfil.

Esses anúncios Envolvimentos é uma boa alternativa para quem procura impulsionar os posts em vez de tentar converter alguém instantaneamente.

Curtidas na página

Se você quer um aumento nas curtidas da sua página, como o próprio nome já diz, esse é o formato mais adequado para você.

Mas aumentar o número de curtidas nem sempre é o melhor para o seu negócio, sabia?

Esses números podem aumentar facilmente após investir nesse anúncio do Facebook, mas você notará que seu engajamento e conversões nem sempre acompanham os números de curtidas.

E isso é muito ruim para qualquer estratégia de marketing no Facebook.

E por que isso acontece?

Nem todos os seguidores conquistados por meio desta estratégia se importam com seu negócio.

Ou seja, você passa a ter mais curtidas, mas serão curtidas sem muita relevância, afinal, são pessoas sem nenhum tipo de interesse no seu negócio.

Visitas ao estabelecimento

Se você deseja tornar o tráfego digital em números de visitas ao seu estabelecimento físico, essa pode ser a melhor saída para seu negócio.

Este anúncio funciona melhor quando são combinados com segmentador baseado em localização no Facebook.

Ele, além de alcançar pessoas com interesse no seu negócio, também afeta pessoas que passaram perto da sua empresa.

Para ter bons resultados com essa estratégia, indicamos a utilização de botões de call to action com textos como “Ligue Agora” ou “Mande Mensagem”.

Isso instiga a curiosidade dos usuários do Facebook.

Instalação de aplicativos

Essa é uma boa alternativa para startups e também para marcas já consolidadas.

Seu objetivo é conseguir que mais pessoas baixem determinado aplicativo.

Se o usuário clicar em “Instalar Agora”, por exemplo, ele será levado até a App Store imediatamente.

Essa alternativa pode ser excelente para a taxa de conversão do seu negócio.

Clique para site

Se você deseja mais tráfego no seu site, os anúncios de cliques para sites serão uma boa aposta.

E é exatamente isso que ele faz: leva um usuário do Facebook direto para o seu site.

Mas não leva especificamente para a home dele. Você pode escolher qual será a página de destino mais adequada, desde que ela tenha relação com o anúncio feito no Facebook.

Lead

Você sabe o que é lead? Se não sabe, não tem problema, vamos explicar rapidamente por aqui, mas se quiser se aprofundar nos detalhes, acesse o link.

Lead é aquele consumidor que já demonstrou interesse no seu produto ou serviço.

Esse interesse é demonstrado por meio do preenchimento de um formulário ou até mesmo com o download de um e-book, por exemplo.

Não tem nenhuma novidade por aqui.

Anúncio de lead é a forma perfeita para o negócio que busca novos leads dentro do Facebook

Sabe aquelas anúncios com um botão de CTA dizendo para baixar algum material?

Mas depois de clicar no botão o anunciante solicita um e-mail e, depois de informá-lo, você passará a ser um lead.

Depois de conseguir esse contato, o anunciante passará a ter um contato mais frequente com o lead.

Evento

O anúncio evento é muito comum no Facebook. Você já deve ter tido contato com ele algumas vezes.

Se você tem um grande evento e precisa divulgá-lo, não hesite antes de usar essa alternativa de anúncios no Facebook.

Depois de entender como anunciar no Facebook, não deixe de usar esta alternativa capaz de impulsionar os resultados do seu negócio.

Agora vamos aprender como nutrir sua página do Facebook com conteúdos relevantes para seu público-alvo.

Aprenda a nutrir sua página

Antes de aprender como criar uma conta no Facebook para sua empresa, é preciso definir qual tipo de material você irá oferecer para o seu público-alvo.

É aí que você irá gerar interesse aos usuários.

Para isso vocês precisam estudar sua persona e ver qual tipo de conteúdo seria mais interessante para ela.

Não lembra nada sobre persona? Volta um pouquinho no conteúdo e relembre. Também colocamos um link para você entrar no conteúdo dedicado apenas à persona.

Cronograma e periodicidade

Uma coisa é fato: não tem como desenvolver uma estratégia de marketing sem antes definir um cronograma do seu planejamento. Até de mesmo depois de fazer Facebook e apostar em ações por meio dessa rede social tão poderosa.

Defina em qual momento irá realizar determinada ação, não deixe para fazer isso aos 45 do segundo tempo.

Exemplo:

Se sua empresa estiver com o objetivo de vender uma ferramenta de automação de marketing, existe um momento ideal para organizar um evento com o intuito de tirar dúvidas e fazer os clientes extraírem o máximo da seu produto.

Esse momento já deve estar definido no seu cronograma.

Não adianta organizá-lo logo no início do seu trabalho, assim não terá tanta adesão dos clientes.

Então procure fazer isso quando já tiver um grande número de clientes ativos e, assim, o evento será muito mais positivo.

Entendeu a importância de ter um cronograma e segui-lo à risca?

Outra coisa muito importante para sua estratégia de marketing no Facebook: a periodicidade.

Você gosta daquelas páginas que costumam publicar ações no Facebook o tempo inteiro e poluem sua timeline?

Ninguém gosta disso. Então não adianta pensar que isso é a agradável para seus clientes.

Encontre o equilíbrio para que o canal seja visto como uma página a fim de informar seus potenciais clientes quanto aos problemas que eles podem ter.

Elabore conteúdos com o objetivo de solucionar esses eventuais problemas do seu público-alvo.

Para encontrar esse equilíbrio, como já falamos mais de uma vez, teste a efetividade das suas ações.

Faça em diversos horários e veja qual deles conseguiu um desempenho melhor. Depois de chegar a conclusão do melhor horário, passe a apostar nele nas próximas campanhas.

Não adianta você criar conta no Facebook para sua empresa e não ter conhecimento de todos esses temas ao redor.

Você também precisa aprender quais são os tamanhos ideais de imagens para ser publicadas nessa rede social, sabia? Então vamos nessa!

Tamanhos de imagens para o Facebook

Já visitou algumas páginas com imagens de pouca qualidade no perfil, na capa ou até mesmo em publicações convencionais?

Aposto que sim.

Não é nada agradável para a experiência do usuário no Facebook, não acha?

Então vamos listar os tamanhos mais adequados para você não cometer o mesmo erro de algumas páginas que encontramos por aí.

Imagem de perfil da fan page

Dimensões para desktop: 170×170 pixels
Dimensões para smartphones: 128×128 pixels

Quando for escolher ou elaborar a imagem do perfil da sua página, pensei que ela será cortada para caber em um quadrado. Tenha isso em mente desde o início da escolha para não perder tempo.

Além disso, ela deve levar o logotipo ou algum texto que remeta a sua empresa.

Suba o arquivo em PNG para conseguir um resultado ainda melhor.

Imagem de capa da fan page

Dimensões para desktop: 820×312 pixels
Dimensões para smartphones: 640×360 pixels

A foto de capa deve ter no mínimo 399 pixels de largura e 150 de altura para ter uma boa resolução.

Mas se você preferir um carregamento mais rápido, use o arquivo em formato de sRGB JPG que tenha 851 pixels de largura e 315 de altura, mas com menos de 100kb.

Capas de eventos

Dimensões: 1920×1080 pixels

É possível apostar em um tamanho pouco maior ou pouco menor, mas não saia da taxa de proporção de 16:9 para o resultado ser positivo.

Você quer saber ainda mais sobre tamanhos de imagens para Facebook e ainda conhecer as dimensões usadas no Instagram? Acesse o link e veja os detalhes!

Não perca tempo e aposte no Facebook

Foi difícil chegar até aqui?

Fácil não foi, pois você acaba de ler quase 8 mil palavras e não aprendeu apenas o que é Facebook, como muitos outros temas que também cercam esta rede social.

Você imaginou que a história dessa rede seria apenas flores?

Como falamos no início, muitas falcatruas rolaram até o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, chegar até o primeiro lugar do pódio mundial de redes sociais mais usadas no Brasil e no mundo!

Como você está interessado de estratégia de marketing na rede social, passamos a maior parte do tempo conversando sobre isso.

Agora você pode gritar para todo mundo ouvir: “Eu sei o que é Facebook e vou usá-lo para melhorar os resultados do meu negócio!”.

Você aprendeu a criar grupos de clientes interessados em seus materiais, como fazer anúncios no Facebook e conheceu todos as ferramentas que podem facilitar muito sua vida em ambiente digital.

Agora coloque tudo isso em prática nesta rede social e venha aqui nos contar um pouco sobre os resultados.

Se quiser, temos um material completo sobre marketing digital e ele também pode ser muito útil para a construção de campanhas nesse novo mundo online!

2019-03-14T13:35:04+00:00

Deixar Um Comentário