Início » Negócios » Planejamento Financeiro: descubra como garantir um futuro seguro para sua empresa

Planejamento Financeiro: descubra como garantir um futuro seguro para sua empresa

Publicado: 16 de março de 2018 | Por: | Atualizado: 11 de julho de 2019.

Sabe o que é planejamento financeiro? Não?! Só com ele você será capaz de traçar um caminho seguro para o crescimento do seu negócio.

Está sem tempo de ler agora? Baixe este conteúdo e acesse offline

Vender mais, conquistar novos públicos, exportar os produtos… enfim, dominar o mundo. Todo bom empresário procura pelo crescimento da sua empresa.

Mas para uma empresa crescer, outro ponto importante é o planejamento financeiro. Mais que isso, é essencial.

Neste conteúdo, você aprenderá um passo a passo simples para realizar o planejamento financeiro do seu negócio.

Ficou interessado? Confira TUDO que você precisa saber sobre planejamento financeiro para potencializar seu crescimento empresarial.

O que é o planejamento financeiro de uma empresa?

o que é planejamento financeiro

O planejamento financeiro de uma empresa é a projeção de receitas e despesas em um determinado espaço de tempo.

Em palavras mais comuns, esse controle de finanças é uma previsão de quanto seu negócio irá ganhar e quanto irá gastar nos próximos meses ou anos.

Fácil de entender, não é?

Difícil é imaginar que esse simples planejamento seja capaz de garantir a saúde e o crescimento de uma empresa. E esse é apenas o resumo das vantagens.

Quer saber mais sobre os benefícios do planejamento financeiro? Vamos ao próximo tópico!

Por que fazer um planejamento financeiro?

Esse é o planejamento que garante a saúde do seu negócio.

É ele quem traz a certeza da sustentabilidade de uma empresa.

Isso porque, por meio dele você saberá se os gastos do seu negócio não serão superiores ao faturamento. Ou seja, se você não gastará mais do que ganha.

Outra vantagem surge quando o planejamento prevê o superavit, ou seja, quando a diferença entre a entrada e a saída de dinheiro é positiva.

Sua empresa cria oportunidades! O planejamento financeiro de uma empresa também está ligado às possibilidades de crescimento.

Afinal, o empresário definirá por meio dele as ações a serem tomadas pela empresa no curto, médio e longo prazo.

Para ficar mais claro, é a partir desse plano financeiro que você poderá acumular recursos necessários para investir no crescimento da empresa.

Passo a passo: descubra como fazer o planejamento ideal

planejamento financeiro ideal

O conceito de planejamento financeiro é simples e os benefícios de realizá-lo são enormes, é verdade.

No entanto, elaborar esse plano e botar tudo em prática exige muita atenção e dedicação.

Por isso, alguns métodos podem ser muito úteis nesse momento.

Um que se destaca no gosto de muitos empresários é a metodologia do ciclo PDCA.

Esse processo divide o programa financeiro em quatro etapas. Cada uma delas representada na sigla pela primeira letra da palavra em inglês.

Confira essas etapas:

  • P = plan/planejar;
  • D = do/fazer;
  • C = check/checar;
  • A = action/agir.

O ciclo PDCA é importante por dar passos além do planejamento, ajudando você a desenvolver o controle de finanças de forma mais completa e eficiente.

Quer saber como? Não se preocupe, o blog da Ideal Marketing vai te ajudar no passo a passo para fazer o seu planejamento financeiro.

Confira agora o passo a passo do método PDCA:

Planejar

Essa é a primeira etapa para seu controle de finanças. Nela vai ocorrer o planejamento propriamente dito.

Para começar, você deve projetar vários cenários para que seu planejamento financeiro seja de fato eficiente. Além disso, em qualquer caso a melhor coisa a se fazer é dar preferência ao cenário mais pessimista.

Como imaginar esses cenários? Use de referência os números de faturamento e despesas referentes aos anos anteriores.

Com esses cenários em mente, é hora de começar a preencher a planilha ou, se possível, fazer uso de um software especializado nesse tipo de registro.

Afinal, vamos começar a criar o orçamento.

Orçamento

O orçamento empresarial é a previsão da receita e das despesas de negócio em um determinado período de tempo no futuro.

Para entender melhor, vamos começar a definir essas palavras com maior profundidade.

Despesas são todos os gastos de uma organização. No caso de uma empresa, as despesas devem envolver todos os custos desde os operacionais até os administrativos.

A receita é o dinheiro recebido, ou seja, tudo aquilo que entrar no caixa do seu negócio.

Organize essas entradas e saídas de dinheiro mensalmente. Isso ajudará na hora de verificar a eficiência do seu planejamento financeiro.

Para isso, o orçamento deve prever estas duas partes:

Projeção de fluxo de caixa

O fluxo de caixa é, literalmente, o acompanhamento do caixa de uma empresa.

Nele ficam registrados a entrada e saída de dinheiro no caixa do seu negócio.

Quando falamos em projeção de fluxo de caixa, nos referimos a um conceito bastante parecido com o orçamento.

Na projeção, você irá organizar valores previstos de entrada e saída no caixa do seu negócio.

Mas atenção, apesar dos valores serem apenas previsões dos reais, a projeção de fluxo de caixa deve se concentrar apenas em entradas e saídas que são certezas durante o período do orçamento.

Os imprevistos ficam dentro de outro campo, o capital de giro.

Então vamos falar mais sobre o assunto agora.

Necessidade de Capital de Giro

O capital de giro (NCG) é uma quantia de dinheiro reservada pela empresa para garantir seu funcionamento sem interrupções.

Para ficar mais claro, o capital de giro é o dinheiro guardado para o pagamento de fornecedores e funcionários em casos de emergência.

Todas empresas têm sua necessidade de capital de giro diferente, por isso é importante calculá-la nessa etapa do planejamento financeiro.

Essa tarefa não é simples, mas vamos te ajudar.

Primeiro, é preciso saber os prazos médios de pagamento e recebimento:

  • Prazo médio de pagamento: é a diferença de tempo entre a data da compra e o pagamento do fornecedor. Por exemplo, se sua empresa compra matérias de um fornecedor em duas vezes, o prazo médio será 50% à vista e 50% em 30 dias.
  • Prazo médio de recebimento: é a diferença de tempo entre a data da venda e a data do recebimento. Por exemplo, se seu negócio vende um produto em 3x, seu prazo de recebimento será de 33% à vista, 33% em 30 dias e 34% em 60 dias.Então, vamos a primeira conta:

Prazo médio de recebimento – prazo médio de pagamento = NCG em dias

Quando o prazo médio de pagamento é maior que o prazo médio de recebimento a empresa tem pouca necessidade de capital de giro, chamamos isso de “empresa financiada pelos clientes”.

No caso contrário, existe uma necessidade maior de capital de giro.

O segundo passo dessa fase do planejamento financeiro é calcular a NCG em dinheiro.

Para isso, vamos a outra conta usando o passivo e o ativo circulante:

  • Ativo circulante: recursos disponíveis a curto prazo (caixa da empresa, aplicações, pagamentos a receber etc.)
  • Passivo circulante: dívidas a curto prazo (fornecedores, empréstimos, financiamentos etc.)

Ativo circulante – passivo circulante = NCG em valores

Essas duas formas são importantes nessa etapa do planejamento financeiro.

A primeira ajuda a entender quanto tempo a empresa tem entre a entrada de dinheiro e o pagamento das dívidas. Já a segunda define os valores monetários necessários.

O resultado disso é entender se o NCG é positivo ou negativo.

Se positivo, não existe necessidade de recursos externos (empréstimos de banco ou outras fontes).

Quando negativa, significa que a empresa é dependente de recursos além dela, isso pode levar a pagamento de juros e endividamento. Um quadro preocupante.

Com essa primeira etapa do planejamento financeiro realizada, você será capaz de definir metas a fim de aumentar seu faturamento ou diminuir suas despesas.

Então, aproveite esse momento para definir a estratégia a ser seguida pelo seu programa financeiro.

Fazer

Após planejar e definir metas, é hora de começar a tomar algumas atitudes para cumpri-las.

Nessa fase do planejamento financeiro você botará em prática ações com intuito de atingir os números estipulados em suas metas.

Uma das maneiras mais eficientes de realizar essa etapa é por meio da gestão de custos e despesas.

Vamos saber mais sobre ela:

Gestão de custos e despesas

A gestão de custos e despesas vai muito além de reduzir os gastos e será uma das principais etapas do seu planejamento financeiro.

Ela visa tornar os investimentos mais eficientes, otimizando os processos e criando diferenciais para o produto.

Antes de começar, vamos entender melhor a definição de cada uma dessas palavras dentro da gestão:

  • Custos: são todos os gastos operacionais de uma empresa (estoque, produção, logística, etc.)
  • Despesas: são os gastos administrativos (marketing, manutenção de escritório, etc.)

O blog da ideal tem um conteúdo focado na redução de custos e despesas. Mas aqui vamos resumir algumas dicas úteis.

Redução de custos

Grande parte das dívidas de uma empresa é ligada aos fornecedores.

Buscar no mercado outras opções com melhor custo-benefício pode contribuir muito para atingir as metas do seu planejamento financeiro.

Outra boa ideia é estabelecer parcerias com empresas vizinhas ou “amigas” para compra de matérias-primas.

Afinal, quanto maior a compra, menor o preço por unidade.

Essas parcerias também podem ser feitas na logística. Contratar um serviço terceirizado de transporte em conjunto ou alugar seus caminhões próprios a outras empresas.

Também é possível pensar na capacitação profissional nesse ponto. Profissionais com boas práticas causam menos problema no maquinário e são mais produtivos.

Redução de despesas

Uma das maneiras mais simples de reduzir as despesas são as campanhas de conscientização.

Colaboradores conscientes podem gerar economia em contas como água, luz, compra de papel e copos descartáveis.

Outra grande redução nas suas despesas deve surgir no investimento de marketing de baixo custo, como o digital.

O Marketing Digital oferece a possibilidade do seu negócio de investir em ações eficientes e de baixo custo. Tudo dependendo do objetivo do seu negócio.

Descobrir como vender mais pela internet será essencial para diminuir gastos com divulgação e ainda aumentar as vendas. E o que você acha de conhecer 3 dicas essenciais para aumentar suas vendas? Baixe agora o e-book completo e alavanque o seu negócio!

Crie um Ambiente Favorável para o Sucesso com a Gestão Empresarial

Mas preste atenção!

Além de aumentar as vendas o planejamento financeiro deve monitorar todas as ações e seus resultados.

Só isso possibilitará a continuação do seu programa.

Checar

Nessa etapa você poderá verificar a eficiência das suas ações e do planejamento financeiro em si.

Por isso é tão importante registrar todos os números do seu fluxo de caixa.

A partir deles será possível verificar se as metas foram batidas e, muito além disso, se essas metas são de fato eficientes para o crescimento da empresa.

A análise deve começar junto com os primeiros resultados do planejamento financeiro. Assim, você terá mais tempo para corrigir os erros e perderá menos dinheiro durante o processo.

Reúna todos os números, analise-os com cuidado para encontrar as falhas ou oportunidades de melhoria.

A contratação de um serviço de consultoria financeira é uma ideia a ser considerada.

Agir

No ciclo PDCA do planejamento financeiro, agir é diferente de fazer.

Isso porque, agir está ligado a realizar melhorias nas ações tomadas em todas as fases anteriores.

Após receber os resultados e aplicar a checagem, você perceberá oportunidades de correção e melhorias.

Essas mudanças podem ser:

  • Preventivas: quando um problema futuro é notado e a ação é tomada para evitá-lo ou amenizá-lo.
  • Remediador: quando um problema já está ocorrendo e é preciso tomar atitudes a fim de resolver ou reduzir.

Essa é a última fase do ciclo PDCA, mas não é o fim do seu planejamento financeiro.

Afinal, um ciclo sempre começa novamente. Após agir, você voltará a planejar.

Como Crescer sua Empresa com Marketing Digital

Comece agora a planejar!

Agora, você já aprendeu como fazer um planejamento financeiro. É preciso colocar em prática o mais rápido possível.

Afinal, a estabilidade do seu negócio depende disso. E uma empresa é como uma criança: cresce mais quando é saudável.

O planejamento financeiro criará mais oportunidades e recursos para investimentos.

Planeje para crescer, e quando crescer não pare de planejar!

Descubra mais conteúdos importantes para empreendedores no blog da Ideal Marketing.

2019-07-11T18:46:39-03:00

Um Comentário

  1. […] Então continue no nosso blog e saiba mais sobre planejamento financeiro. […]

Deixar Um Comentário

Diagnóstico Gratuito do seu Marketing