Aprenda a usar a administração financeira e conquiste mais vendas para a empresa

Ícone Ideal Marketing

Por:

Publicado: 9 de abril de 2018 | Atualizado: 30 de julho de 2019.

Uma administração financeira de qualidade pode garantir ao seu negócio maior facilidade no controle dos gastos e, consequentemente do investimento que a empresa fará no futuro principalmente em ações de venda. Mas como conseguir mais vendas com um controle financeiro equilibrado.

Está sem tempo de ler agora? Baixe este conteúdo e acesse offline

Nem sempre terminar o mês com dinheiro no caixa é um sinal de lucro sustentável. De acordo com o Sebrae, 80% das empresas brasileiras possuem pendências no mercado e isso impacta diretamente no crescimento dos negócios.

Essas pendências acontecem por conta da falta de conhecimento em administração financeira e isso é um pesadelo para todos os empresários!

Por esse motivo é importante cuidar da parte financeira ter mais folga na hora de investir dinheiro em ações de vendas.

E a forma mais eficiente de impedir surpresas desagradáveis no saldo bancário da empresa é uma administração financeira eficiente.

Neste artigo você vai aprender um pouco mais sobre como usar a administração financeira para conquistar novos horizontes com o seu negócio, além de 5 dicas para facilitar o trabalho dentro das equipes de administração e vendas.

Confira os tópicos que você vai encontrar por aqui:

O que é gestão financeira?

O que é gestão financeira

Seguindo os princípios de organização em uma empresa, a gestão financeira é o conjunto de ações e processos administrativos os quais envolvem o planejamento, análise e controle de todo o caixa da empresa.

Para isso é necessário um rigoroso conhecimento de todos o fluxo de caixa de um negócio.

Saber gerenciar os fluxos de dinheiro pode salvar uma empresa da crise e possibilitar seus investimentos em ações que realmente dão resultado.

Mas você poderia dizer qual será a situação da saúde financeira do negócio hoje e no futuro com os dados os quais dispõem agora?

Se não, continue aqui por que este texto é para você!

Uma administração financeira correta permite a você observar a real situação da empresa hoje e no futuro ao analisar registros semanais, mensais, semestrais e anuais.

Mas quais dados eu devo usar na minha administração financeira?

Indicadores mais utilizados

Você poderá utilizar uma série de indicadores no seu negócio para verificar a quantas anda o seu controle financeiro.

Por isso separamos alguns para você se basear:

Capital de controle financeiro

  • Participação dos Capitais de Terceiros (PCT) = Exigível total ÷ Exigível + Patrimônio Líquido;

Este caso se enquadra quando um sócio ou um grupo de pessoas investe na sua empresa.

  • Composição do endividamento (CE) = Passivo circulante ÷ Exigível total;

Na composição de endividamento é possível calcular qual o tamanho total de todas as dívidas da empresa.

  • Imobilização dos Recursos não correntes (IRNC) = Ativo permanente ÷ Patrimônio líquido + Exigível a L.P.

É a base de cálculo de todo o seu patrimônio na empresa para ter um controle melhor do que está sendo investido nessa área.

Liquidez de controle financeiro

  • Liquidez Geral (LG) = Ativo Circulante + Ativo real. L.P ÷ Passivo Circ. + Passivo exig. L.P;

Valor líquido do que entra na empresa depois de todos os gastos e descontos.

  • Liquidez corrente (LC) = Ativo circulante ÷ Passivo circulante;

É uma relação das dívidas a curto prazo de uma empresa, com bancos e demais instituições financeiras.

  • Liquidez imediata (LI) = D i s p o n í v e l ÷ Passivo Circulante.

Considera todo o resultado de caixa, saldos bancários e aplicações financeiras.

Custos de controle financeiro

  • Custo de aquisição (CAC) = Custo total ÷ Nº de Clientes novos;

Custo de aquisição de cada novo cliente para a empresa. O quanto você gasta para atrair um novo cliente.

  • Giro dos estoques (GE) = Custo dos produtos vendidos ÷ Saldo médio dos estoques;

Controle de gastos com o estoque da empresa para organizar as entradas e saídas de dinheiro para a compra de produtos.

Depois de entender quais são os indicadores para um controle financeiro é preciso saber quais são as áreas que uma administração financeira mais interferem.

Funções da administração financeira

Dentro do setor financeiro existem funções especificamente ligadas a área e por isso é importante focar em quais são as reais interferências:

  • Análise e planejamento de finanças;
  • Boa utilização dos recursos;
  • Fluxo de caixa;
  • Crédito e cobrança;
  • Contas a pagar e a receber;
  • Decisões de administração financeira;
  • Registros adequados de dados.

É comum equipes de controle financeiro terem mais funções do que as citadas acima e isso é importante para a todos terem mais facilidade na hora de montar os dados para análise e evitar dores de cabeça futuras.

Por esse motivo, separamos uma lista com dicas de controle administrativo da parte financeira para vender mais.

Dicas para vender mais com controle financeiro

Dicas para vender mais com controle financeiro

Agora que você aprendeu que a administração financeira pode interferir diretamente no crescimento e desenvolvimento de uma empresa, vamos te mostrar como é possível conquistar mais vendas apenas controlando a questão financeira.

Como?

Se você pensar bem, uma empresa é como a nossa casa, se gastamos mais do que recebemos, chega uma hora que a casa “quebra” e os recursos de emergência precisam ser utilizados.

Por isso é preciso ter um controle de cada detalhe relacionado à parte financeira de um negócio, justamente para garantir que não aconteça nada que venha prejudicar a empresa no futuro.

Pois, para quem trabalha com vendas, o objetivo central da equipe é gerar receita a uma empresa.

E para isso, é preciso utilizar uma boa administração financeira a fim de conseguir gerar mais negócios.

Isso significa que você possui maior controle dos recursos e sabe como e onde distribuí-los.

Por isso, separamos uma coleção com 5 dicas incríveis para quem procura alavancar suas vendas.

Dê uma olhada!

1. Verifique as receitas

Toda empresa precisa obrigatoriamente ter um controle das receitas em um setor de administração financeira. Ou seja, todos os meios de lucro que o negócio possui precisam aparecer na planilha.

Desse modo, é possível organizar tudo o que entra e saber controlar melhor para reinvestir os ganhos em novas ações de venda.

E para aumentar receita, foque em boas estratégias de precificação. O preço de venda é o espelho financeiro do seu negócio, pois ele te traz competitividade e retorno de lucro. Errar aqui é fatal.

2. Defina quais os gastos e despesas

Você precisa verificar dentro da sua empresa quais os setores onde há mais dificuldades financeiras no negócio.

Assim como existe a planilha do controle mensal de receita, é necessário ter uma nova planilha com o objetivo de discriminar os gastos e despesas.

Assim você poderá controlar melhor os gastos a fim de equilibrar as contas e gerar novos negócios com a economia feita.

3. Cruze os dados de receita e despesa

Como você já possui os dados sobre receitas e despesas do negócio verifique em quais áreas você está gastando mais e tente aumentar suas receitas sem mexer nas despesas.

Como fazer isso?

Bom, quando existe uma entrada de recursos menor que a saída para pagamento de dívidas, é importante cruzar as informações de ganhos e gastos para saber onde é possível cortar para organizar melhor.

Nem sempre essa será uma tarefa fácil de fazer, pois em muitos casos, a situação da empresa já está em um patamar tão crítico que nem o cruzamento de dados consegue dar mais respiro para a recuperação financeira.

Por isso, é preciso um controle rigoroso de registro de cada ganho e gasto da empresa, afinal, são eles que mantém a roda do crescimento e da inovação em movimento em um negócio.

4. Cuide do treinamento da sua equipe

É importante ter em mente aquela máxima que diz “Conhecimento nunca é demais!” com o objetivo de todos os seus vendedores estarem aliados no processo de divulgação e conversão.

As vezes uma ação interna para obter maior engajamento dos vendedores pode ser o que faltava em um controle financeiro mais saudável.

Na verdade, com uma simples palestra de motivação em sua equipe de vendas você já consegue obter excelentes resultados nas receitas.

É por isso que nem sempre é necessário adquirir outra dívida para o negócio se você consegue trabalhar, a partir de ações internas, o melhor desempenho da equipe na geração de novos negócios.

Você não precisa gastar dinheiro para fazer sua equipe conhecer melhor as técnicas de vendas.

Na internet, existem diversos materiais que você poderá usar para dar esses treinamentos.

5. Sempre invista uma parte da sua receita!

Se você possui um faturamento de R$ 5 mil e dentro de um período de 6 meses começou a ter receita de R$ 5.500, isso significa que seu caixa teve uma entrada de R$ 3 mil reais acima do planejado.

Isso possibilita um investimento. Especialistas recomendam que 70% do valor ganho “a mais” seja reinvestido em algo que alavanque sua receita a curto, médio e longo prazo.

Nesse caso, 70% de R$ 3 mil representaria um investimento de R$ 2.100.

Esse controle de investimentos também deve ser feito em planilhas, de preferência aquelas salvas automaticamente na web a fim de evitar que haja a perda de dados.

Como você já conhece o que é gestão financeira e como realizar a administração dela dentro da sua empresa a fim de obter mais vendas, é importante entender os pontos de um controle financeiro bem estruturado.

Quais os pontos de um gerenciamento financeiro bem feito?

Quais os pontos de um gerenciamento financeiro bem feito

Pense no corpo humano e em seu cérebro, a gestão financeira da empresa é o cérebro de da empresa.

Não adianta vender muito bem se não existe um cuidado relacionado ao bom uso desse dinheiro que vem como receita.

Se o motor da sua empresa não souber gerenciar ganhos e despesas corretamente você corre um sério risco de abrir falência em pouco tempo.

E isso, definitivamente, é algo que você não quer, não é?

Uma administração financeira de qualidade significa que sua empresa é muito mais do que contas a pagar e a receber.

Sim, todos esses são elementos importantíssimos em uma administração financeira de um negócio, e eles não são os únicos.

Separamos uma lista com pontos que melhoram consideravelmente ao investir em uma administração financeira e orçamentária em um negócio. Confere aí!

  • Ajuda na tomada de decisão de maneira importante;
  • Permite desenvolver estratégias que tragam maior lucratividade;
  • Proporciona a definição de metas financeiras mais claras;
  • Garante menor gasto com pagamento de impostos;
  • Promove maior saúde financeira e mais tranquilidade na gestão financeira a longo prazo;
  • Colabora com um conhecimento mais apurado do seu negócio no mercado.

Se você possui o objetivo definido com uma administração financeira da sua empresa, certamente no topo da dele está a obtenção de lucro.

Embora seja extremamente importante para o crescimento da empresa, o lucro não deve ser o único e principal motivo de investimentos em gerenciamento financeiro de um negócio.

Desse modo, a sustentabilidade financeira só é alcançada quando um negócio equilibrar o atendimento de pessoas interessadas na empresa com transparência e ética na organização financeira do negócio.

Mais desempenho em uma administração financeira empresarial

Uma vantagem dentro de uma administração financeira de qualidade é a capacidade de conhecer quais os cenários financeiros a empresa está inserida.

Não é questão apenas de cuidar do setor financeiro, e sim uma janela voltada a fim de conhecer melhor as facilidades e dificuldades do negócio.

Investir em equipes de gestão financeira é a saída para conseguir mais controle de recursos dentro de um negócio.

Não deixe de melhorar o conhecimento da sua equipe de vendas e cuide para a gestão financeira da empresa ficar na mão de pessoas competentes.

Como diz o pai da administração financeira moderna, Peter Drucker:

“Nem a quantidade produzida, nem o lucro são, por si só, uma medida adequada do desempenho da gerência e do empreendimento”!

Compartilhe nas Redes Sociais!