>>O que é Business Intelligence e como esse conjunto de técnicas podem alavancar suas vendas

O que é Business Intelligence e como esse conjunto de técnicas podem alavancar suas vendas

Publicado: 24 de abril de 2018 | Por: | Atualizado: 13 de agosto de 2019.

Business Intelligence é um conjunto de técnicas que ajuda você a monitorar as métricas de sua empresa. Com os dados em mãos, você pode corrigir os problemas de maneira assertiva e aumentar as suas vendas. Mas como fazer uso dessas técnicas que podem alavancar as vendas de seu negócio?

Está sem tempo de ler agora? Baixe este conteúdo e acesse offline

Assumir um posicionamento diante de um problema é uma grande responsabilidade para qualquer gestor.

Você como empresário ou até mesmo coordenador de uma equipe já sentiu como pode ser difícil tomar uma decisão às vezes?
Mas, não se desespere, pois existe uma maneira de tomar decisões de forma mais assertiva levando em consideração a taxa de “sobrevivência” das empresas brasileiras.

De acordo com o Sebrae, as empresas brasileiras abertas desde 2012 tem uma taxa de sobrevivência de 76%, ou seja o número de empresas que se mantém ativas no mercado desde 2012 mesmo diante da crise.

Mas, como conseguir evoluir no meu segmento?

Basta conhecer a estratégia que vem revolucionando os resultados corporativos: a business intelligence!

E-book - Como crescer sua empresa com marketing digital

Quer saber o que é business intelligence e para que serve? Fique ligado em nosso conteúdo!

Aqui você vai encontrar:

O que é business intelligence?

O que é business intelligence

Em linhas gerais, business intelligence, ou inteligência de negócios em português, é o processo de coleta, análise, organização, monitoramento e compartilhamento de informações dando suporte à gestão empresarial.

Isso porque, esse processo é baseado num conjunto de técnicas as quais transformam uma quantidade gigantesca de informações como número de novos clientes, taxa de conversão, quantidade de gastos com campanhas de divulgação em informações úteis aos gestores.

Informações úteis?

Sim, pois com esses dados é possível ajudar um empresários a tomar as decisões certas dentro de um negócio.

Essas decisões estratégicas podem ser definidas pelo cruzamento entre o seu negócio, a gestão dele e a tecnologia de informação.

Por isso, para fazer a business intelligence você precisará de algumas informações e nós separamos uma lista com todos eles.

Confira:

  • Data Warehousing – Coleta de dados variados;
  • Data Mining – Coleta e mineração de informações;
  • Data Analytics – Coleta de dados com o objetivo de tirar conclusões;
  • Reporting, BPR (Business Process Reengineering) – Coleta de dados para transformar em relatórios;
  • OLAP (Online Analytical Process) – Coleta de informações para analisar sob múltiplas perspectivas;
  • Benchmarking – Coleta de dados gerais para avaliar a empresa e a concorrência.

Mas vamos explicar esses passos melhor mais para frente, por enquanto vamos manter o foco na importância do Business Intelligence para sua empresa!

Essas são as sete principais técnicas do sistema Business Intelligence, pode parecer bastante complexo mas no decorrer deste conteúdo ficará tudo mais claro.

Depois de compreender de forma resumida o que é a inteligência de negócio chegou o momento de entender a importância deste processo.

Qual a importância do business intelligence ao negócio?

Importância do Bussiness Intellingence

Agora você já sabe um pouco mais sobre o business intelligence, chegou o momento de compreender a importância da aplicação desse processo em seu negócio.

Como vimos acima, a análise de dados está no centro do sistema Business Intelligence como um todo e essa característica é também a principal importância desse processo.

Devido à competitividade do mercado no cenário atual, é extremamente necessário ter qualidade nas informações e mantê-las organizadas para as decisões estratégicas estarem sempre antecipando os acontecimentos internos e externos.

Com relatórios referentes às análises de dados sua equipe de gestão poderá planejar melhor todos os processos da empresa, sejam internos ou externos, contribuindo para a tomada de decisões mais assertivas.

Ou seja, com a análise detalhada das informações será possível identificar tendências e mudanças do mercado, além de problemas e cenários futuros da empresa.

Dessa forma, a definição de business intelligence e qual sua função, mas quais são as vantagens dessa estratégia?

Veja a resposta para essa pergunta no próximo tópico.

Quais os benefícios do business intelligence?

Quais os benefícios do business intelligence

Os avanços digitais geram diversos benefícios e comodidades à nossa vida, um desses benefícios é o acesso gigantesco a informações.

Mas, em meio a tantas informações é difícil saber quais dados são relevantes e como interpretá-los, para isso serve a business intelligence.

Isso porque o processo de business intelligence tem como objetivo facilitar a tarefa de coleta e análise, e apresentar uma visão detalhada sobre os indicadores de desempenho.

Com esse processo sua empresa poderá reduzir o tempo e o investimento despendidos na coleta e análise de dados e não se tornará refém de relatórios periódicos, muito pelo contrário!

Fazendo-se uso das ferramentas de Business Intelligence o seu negócio tem a chance de enviar constantemente Reportings sobre as áreas e processos mais variados da empresa

Dessa forma, seu negócio pode desenvolver uma reação às mudanças de maneira mais rápida, pois além de melhorar a eficiência das ações tomadas pelos gestores, você sai na frente quando o quesito é inovação corporativa.

Todos esses benefícios da business intelligence somados conduzem naturalmente ao crescimento de suas vendas porque facilitam o desenvolvimento das análises para a tomada de decisão.

E, aí, ficou empolgado em implementar o business intelligence, mas não sabe como fazer?

Então fique ligado no próximo tópico!

Como realizar o business intelligence em 6 passos práticos?

Como realizar o business intelligence em 6 passos práticos

Depois de entender o que é business intelligence e para que serve, além das principais vantagens desse processo ao seu negócio chegou o momento de entender como realizar esse processo.

Para isso, fizemos uma lista de alguns softwares os quais contemplam as principais técnicas de Business Intelligence e explicando cada um dos processos.

Dessa forma, o primeiro ponto a ser tratado é o DW.

1. Primeiro passo: coleta de dados

A primeira etapa de um processo de business intelligence é, sem dúvida alguma, a coleta de dados: todo o processo de Business Intelligence é construído a partir das informações coletados.

Mas esses dados precisam ser armazenados em algum lugar, este lugar recebe o nome de Data Warehousing (DW), ele é como um HD para guardar informações.

Ou seja, serve como um armazém aos dados coletados, um gigantesco banco de informações.

Um bom exemplo de software DW é o SAP HANA, o qual apresenta bancos de dados de vários usuários executados como um só, a gestão econômica de grandes volumes de dados e o processamento e funções analíticas preditivas.

2. Minere os dados coletados

Com uma vastidão de informações é preciso selecionar as mais relevantes e pertinentes aos seus objetivos, a essa finalidade o DM (Data Mining) é utilizado.

Data Mining significa mineração de dados em português, é exatamente isso que você vai fazer.

Uma business intelligence de sucesso precisa desenvolver muito bem sua mineração de dados.

Por meio do processo de mineração de dados você poderá direcionar a visão de seu analista.

Existem diversos softwares disponíveis a esse tipo de tarefa, tanto aplicações pagas quanto as gratuitas.

O RapidMiner é um exemplo de software de mineração gratuito que tem como principais diferenciais a parte de pré-processamento de dados, a baixa curva de aprendizado no início dos trabalhos em mineração de dados, produzindo gráficos de ótima qualidade.

No entanto, a principal desvantagem desse programa é a limitação dos recursos na sua versão gratuita.

Outro exemplo é o WEKA uma das ferramentas de mineração gratuitas mais simples de ser utilizadas, ideal a quem inicia os estudos em mineração de dados

Uma das vantagens desse software é contar com um ótimo material teórico para trabalhar de forma prática com a ferramenta.

As desvantagens dessa ferramenta são a obrigatoriedade de conhecimentos avançados em java direcionado à implementação de algoritmos, ter limitações em relação à geração de gráficos e uma péssima integração com bancos relacionais.

3. Analise os dados

Depois de concluir as etapas de coleta e mineração de informações, chegou o momento de interpretar, a análise de dados.

O Data Analytics (DA) é caracterizado pela prática da coleta de dados, assim como o DW, mas com o objetivo de analisá-los e poder tirar conclusões mais aprofundadas e específicas a respeito deles.

Por isso, os interesses do DA são variados e abrangem todas as áreas de uma empresa, desde a realização de predições, até a avaliação novas possibilidades de atuação ao lado de seu cliente, descobrindo novas tendências do mercado.

Para essa função o mercado possui uma quantidade bem variada de ferramentas que podem ser selecionadas de acordo com o seu interesse.

Dois bons exemplos são Fanpage Karma e Website Grader.

A primeira ferramenta é direcionada à análise das métricas das mídias sociais de sua empresa. Com a Fanpage Karma você pode monitorar, também, as redes de seus concorrentes para saber quais ações eles têm tido maiores resultados.

Além disso, a ferramenta fornece dicas de aumento do alcance e o engajamento das suas páginas para que você as aplique em busca de conquistar novos seguidores e possíveis clientes.

Outra alternativa é o Website Grader, essa ferramenta é direcionada à análise de websites. Ela mostra seu desempenho de SEO, uma série de técnicas que ajudam um site a posicionar na primeira página do Google.

Essa é uma ferramenta rápida, gratuita e completa, fornecendo uma análise dos pontos os quais precisam ser melhorados no seu site.

4. Crie seus próprios relatórios

É essencial à business intelligence que os dados e as análises dos mesmos sejam traduzidos em um forma de texto, é nesse cenário que o Reporting se encaixa.

Como visto no tópico anterior, a DA é realizada com o propósito de gerar uma análise sobre os dados coletados e “garimpados”, no business intelligence esse parecer é chamado de Reporting.

A tarefa de Reporting não possui um software específico para sua realização, na verdade ela pode ser executada a partir das ferramentas citadas anteriormente.

Para você poder acompanhar e compreender o que os dados representam é importante esses estarem organizados em um relatório detalhado.

É como se você tivesse que apresentar um compilado desses dados para seu gestor, para isso você usa o Reporting.

Esse relatório poderá auxiliar na montagem da análise prescritiva (pautada no presente) ou da análise preditiva (com o olhar ao futuro).

5. Aja! Redesenhe projetos

A reengenharia de processos de negócios (BPR) em inglês, representa uma das possíveis ações a serem tomadas depois da análise dos relatórios.

Os BPR são melhorias que visam a uma aproximação da gerência por meio do aumento da eficiência e a eficácia dos processos, os quais existem dentro das organizações.

Isso porque, o reporting irá dizer mostrar se existem muitos conflitos na organização, se existe uma frequência elevada de reuniões improdutivas, se a concorrência tem um desempenho melhor usando os mesmos recursos, se a comunicação é feita de forma não estruturada.

Essa ação busca uma reestruturação radical de um ou mais processos dentro de uma empresa com o objetivo de melhoramento das performances.

Tendo diversos Reportings em mãos você poderá avaliar de perto onde estão as falhas nos processos de sua empresa, é aí que entra o Business Process Reengineering (BPR).

É importante ressaltar que assim como o Reporting, o BPR não possui uma ferramenta de automatização.

Todos estes cenários são ideais para implementação dos BPR, pois eles ajudam a reestruturar uma empresa para alcançar melhorias a longo prazo.

Aqui também é possível utilizar o Online Analytical Process.

O Online Analytical Processing (OLAP) é o processo caracterizado pela capacidade de trabalhar com um extenso volume de dados e analisá-los sob múltiplas perspectivas.

O uso desta técnica pode ser direcionada para diversas áreas da empresa como: Finanças, Vendas, Marketing, Recursos Humanos e Manufatura.

6. Fique de olho na concorrência

Além de todo o olhar interno e a análise externa no que diz respeito às mudanças dos consumidores e do mercado, é preciso estar atento à concorrência.

Para isso serve o Benchmarking, comparar sua empresa com a concorrência com o objetivo de aprimoramento e melhoramento.

O Benchmarking é uma palavra inglesa variante de benchmark, cuja tradução para o português é “referência”.

A base desse processo da business intelligence é a análise aprofundada das práticas de sucesso utilizadas por empresas do mesmo setor da sua empresa e as quais podem ser replicadas pela sua marca.

Todo esse processo pode, além de auxiliar na tomada de decisões e gestão do negócio, garantir uma potencialização em suas vendas.

Essa ferramenta é essencial para conseguir ter um panorama geral da concorrência e poder comparar o desempenho de seu negócio em relação aos outros.

Para saber melhor o que é Benchmarking dê uma lida no no conteúdo sobre o assunto e tire suas dúvidas.

Preparado? Então vamos lá, coloque os conhecimento em prática!

E-book - Como crescer sua empresa com marketing digital

Os dados foram lançados!

Como você teve uma noção melhor sobre o business intelligence e qual sua função, chegou a hora de aplicar esse processo em sua empresa.

Otimize o tempo de sua equipe e auxilie seus gestores a tomar decisões eficazes nos processos da empresa e garanta o crescimento de suas vendas.

Mas antes, vamos fazer aquela revisão simples de tudo o que vimos até aqui. Pegue papel e caneta e anote tudo!

  • O Business Intelligence é um conjunto de técnicas que ajudam um empresário a organizar e otimizar os processos;
  • Você pode aplicar essa estratégia em todas as áreas que trabalham com informações as quais podem ser gerenciadas por meio de um banco de dados;
  • Com o Business Intelligence é possível analisar dados de forma assertiva a fim de conseguir tomar determinadas decisões com menor chance de erro na gestão do seu negócio;
  • Você pode desenvolver ferramentas para essa estratégia com sua equipe de programação, mas existem modelos prontos os quais requerem a contratação dos serviços.

Os dados foram lançados, mas não há nada de acaso aqui.

Eles são a forma mais segura de aumentar os acertos de suas ações!

2019-08-13T11:00:25-03:00

Deixar Um Comentário

Diagnóstico Gratuito do seu Marketing Conheça a Plataforma Ideal Marketing