Publicidade nativa: uma nova maneira de praticar o marketing digital

//Publicidade nativa: uma nova maneira de praticar o marketing digital

Por: | Publicado: 22 de outubro de 2018 | Atualizado: 5 de maio de 2019.

Se você tem um negócio online, com certeza sabe da importância do marketing digital. Mas você conhece a publicidade nativa? Esse novo método de fazer anúncios pode tornar o conteúdo muito mais interessante e atraente para os usuários, então veja agora a relação dos native ads e as estratégias de marketing digital.

[E-Book Grátis] Como crescer sua empresa com Marketing Digital

Todos que trabalham ou estudam o marketing digital sabem como cada vez mais o espaço online é disputado entre as empresas.

Isso porque com a popularização da Internet, a presença frequente das pessoas no digital e mais recentemente o crescimento das compras online as empresas passaram a cada vez mais investir em meios de atingir os leads por meio do mundo digital.

Por isso cada vez mais as empresas têm buscado por profissionais que entendam não só do marketing, mas do marketing digital.

A ideia desse investimento é possibilitar que a empresa consiga espaço para alcançar seus possíveis clientes online, mesmo disputando espaço com tantas outras.

Sendo assim, regularmente novos meios, técnicas e métodos tem sido desenvolvidos com a intenção de aprimorar as estratégias de marketing digital.

Um desses métodos é a publicidade nativa, que visa passar a mensagem do anúncio sem assustar o usuário durante a navegação.

Mas nós vamos te explicar melhor sobre ela nos seguintes tópicos:

[E-Book Grátis] Marketing no Instagram para iniciantes

O que é publicidade nativa?

A publicidade nativa, ou como também pode ser chamada native ads é um modo de planejar os k para que eles sejam relacionados com o conteúdo das páginas onde serão veiculados.

A intenção é que o anúncio se camufle dentro da página, tendo um conteúdo que assemelhe ou possa acrescentar algo a página que o usuário está navegando.

Assim o anúncio não fica solto na página somente como uma publicidade paga. Mas sim como algo que pode ser relevante para complementar a leitura que o usuário já estava realizando.

A publicidade nativa pode ser aplicada tanto para criação de anúncios internos como outras página e e-books, por exemplo, ou para links externos de publicidade paga, desde que alinhe com o conteúdo da página.

Mas a gente te fala mais sobre as linkagens daqui a pouco, por enquanto vamos ver alguns exemplos de informe publicitário feito de com native ads.

Exemplos de publicidade nativa

Apesar de ser camuflada, a publicidade nativa não é invisível e nem deve ser, então elas podem ser confundidas.

Mas a publicidade nativa pratica a melhor experiência para empresa e usuário atrelando os assuntos do conteúdo com o do anúncio.

Enquanto a publicidade velada faz anúncios de publicidade paga sem informar que foram monetizados. E é considerada uma prática bem antiética com os consumidores.

Então vamos exemplificar a publicidade nativa:

Nesse exemplo do site da revista People o native ads está declarado como publicidade paga, mas ainda assim se integra ao conteúdo devido a seu layout e posicionamento.

Neste exemplo do site do MSN, se não fosse o aviso de que o informe publicitário se trata de um anúncio pago, provavelmente ele poderia passar como um dos posts da página com facilidade.

Mas existem diferentes meios de se fazer publicidade nativa, então independente de ser o veículo ou a marca da mensagem, é bom conhecer os dois jeitos de aplicar os native ads.

[E-Book Grátis] Guia básico do Marketing Digital no LinkedIn

Publicidade nativa e o Marketing Digital

É muito claro que a presença das empresas na internet é bem concorrida. Mas o posicionamento do Facebook no início de 2018 é um exemplo de como os usuários podem estar saturados dos anúncios.

Caso você não saiba, no início de 2018 o Facebook fez uma convenção para apresentar as novidades da rede social.

Um dos assuntos mais falados após a convenção foi o posicionamento da empresa, ao informar que iria reduzir os anúncios das timelines dos usuários. Isso feito baseado nas reclamações dos usuários.

Então a empresa optou por alterar as configurações do Facebook para que ele dê preferência a mostrar postagens de amigos do usuário.

Sendo assim, as empresas têm buscado cada vez mais meios de chegarem até o cliente de uma maneira que não o assuste.

Por isso, muitas tem começado a estudar o Inbound Marketing, baseado na educação do possível cliente.

Mas além disso, existe o caminho da publicidade nativa para que os anúncios sejam relacionados com o conteúdo da página.

Assim seu lead consome o conteúdo desejado, e ainda é levado a entender que aquele outro conteúdo, do anúncio, é relevante para a continuidade do processo que ele estava.

E as vantagens dos native ads não acabam por aí. Veja no próximo tópico porque fazer publicidade nativa.

Por que fazer publicidade nativa

Como falamos a publicidade nativa é um dos meios como os anúncios tem sido feitos na internet. Mas a relação dos native ads como uma das estratégias de marketing digital não acaba por aí.

Isso porque a publicidade nativa pode ainda criar relação com seu plano de Inbound Marketing, atrelado ao seu funil de conversão.

Você pode inserir dentro do seu próprio conteúdo algum anúncio sobre um e-book, por exemplo. Assim cada vez mais você educa seu cliente para levá-lo até a conversão.

Publicidade nativa interna

No caso de você ter interesse em criar anúncios para direcionar os usuários para dentro do seu próprio conteúdo, você vai criar uma publicidade nativa interna.

Ou seja, você vai criar um conteúdo com a intenção de que ele possa receber o link da publicidade de maneira que ele faça sentido e se faça necessário para quem

Assim você auxilia o processo de educação do lead para que cada vez mais ele sinta que um conteúdo é complementar do outro, logo, consumindo mais do seu material.

Publicidade nativa externa

Já a publicidade nativa externa é quando outras marcas criam publicidade paga, mas ela é apresentada como publicidade nativa.

Ou seja, mesmo o conteúdo externo, é semelhante ao conteúdo da página. Além disso, é importante que ambos os lados, site que está recebendo a publicidade, e o site que está sendo anunciado, estejam cientes do conteúdo do parceiro.

Caso contrário o informe publicitário mesmo se “misturando” com a página, pode ser considerado irrelevante pelo usuário, logo não gera mais cliques.

Além disso, independente de ser uma linkagem interna ou externa, esse tipo de técnica ainda é vantajoso para suas incrementar suas técnicas de SEO.

Porque para a ferramenta do Google, os links são uma demonstração de como seu conteúdo possui embasamento e referências para o que está falando.

O sucesso nas entrelinhas da publicidade nativa

Agora que você conhece a publicidade nativa e a relação entre ela e as estratégias de marketing digital pode começar a estudar os melhores parceiros para publicarem seus native ads.

Além disso, é importante saber qual tipo de conteúdo deve ser atrelado à qual página para que a principal função da publicidade nativa seja cumprida.

Por isso, pesquise com atenção quem serão seus parceiros. Desde o assunto até o público alvo, tudo pode ajudar a melhorar suas vendas, ou não.

E no caso de informe publicitário nativo externo, a preocupação deve ser ainda maior, já que haverá um valor sendo investido.

Então se você quiser ainda conhecer outras estratégias de marketing digital e mais dicas de vendas, veja nosso conteúdo sobre marketing em redes sociais para aumentar ainda mais suas vendas.

2019-05-05T22:20:37-03:00

Deixar Um Comentário

Diagnóstico gratuito do seu marketing

Descubra agora como está o Marketing Digital do seu negócio e como aumentar seu potencial de vendas

Quero um diagnóstico