O que é internet das coisas e como ela pode afetar sua vida!

//O que é internet das coisas e como ela pode afetar sua vida!

Por: | Publicado: 5 de outubro de 2018 | Atualizado: 24 de outubro de 2018.

O que é internet das coisas? Não é surpresa que a maioria dos aparelhos tecnológicos atuais são ou podem ser conectados a internet. Mas essa ideia já está saindo dos aparelhos modernos e invadindo objetos do cotidiano. Inclusive, talvez você já tenha algum deles em sua casa ou empresa, então para conhecer mais veja nosso conteúdo.

Quem disse que só Tony Stark pode ter uma casa totalmente automatizada? É isso mesmo, você não precisa ser o Homem de Ferro para ter uma casa “viva”.

Isso porque a internet das coisas tem crescido cada vez mais e ganhando espaço dentre os produtos mais usados no cotidiano, como geladeiras, fornos, lâmpadas e muito outros.

Se você tem uma SmartTV você já usufrui da internet das coisas.

Ah! E a internet das coisas não só vai além de computadores e celular, como não se aplica a nenhum desses dois.

Para não ficar confuso, vamos explicar tudo que você precisa saber nos seguintes tópicos:

O que é internet das coisas?

Entenda o que é internet das coisas

A internet das coisas é exatamente o que o termo sugere, coisas com internet. Ela também pode ser chamada de Internet of Things ou pela sigla IoT.

E refere-se a objetos comuns que são conectados a internet para criarem novas maneiras de otimizar o dia-a-dia dos usuários.

Ou seja, você!

E não se engane, já faz um tempo que a internet das coisas já está presente no cotidiano das pessoas.

As SmartTvs são atualmente o exemplo mais comum e disseminado da IoT. Isso porque agora a maioria das Tv’s fabricadas não precisam mais de aparelhos externos como videogames ou aparelhos como o ChromeCast para acessarem a internet.

Com cabos de rede, ou via Wi-Fi já é possível ter acesso a internet ou a aplicativos (alguns até já vem instalados) diretamente pelo aparelho de TV.

Uma boa demonstração disso são as Tv’s que no próprio controle remoto já trazem o botão da Netflix, por exemplo.

Aproveitando o controle remoto, ele é um bom gancho para a internet das coisas. Isso porque a maioria dos itens podem e/ou poderão ser controlados a distância.

Tanto por bases de controle como por smartphone dependendo da tecnologia.

Então apesar de você (ainda) não ter uma inteligência artificial como o sistema Jarvis do Homem de Ferro, você pode ter uma casa automatizada como a dele.

Aliás, inteligência artificial e internet das coisas não são a mesma coisa, tá?

Mas vamos entender as diferenças entre esses dois termos.

Internet das coisas x Inteligência artificial

Entenda as diferenças entre internet das coisas e inteligência artificial

Agora que você já tem um noção de o que é internet das coisas, vamos ver o que ela não é para você entender as diferenças entre a internet das coisas e a inteligência artificial.

A internet das coisas automatiza funções que um aparelho já realiza. Ou seja, possibilita que ele funcione de maneira remota, sem necessariamente a pessoa ter que ir até ele para realizar algum comando.

Imagine um forno que você possa acender ainda no carro, à caminho de casa só usando um aplicativo, isso é IoT, por exemplo.

Já a inteligência artificial decide “sozinha” o que fazer, e não costuma realizar uma só atividade. E apesar da internet das coisas pode fazer parte de processos de inteligência artificial, os dois não precisam acontecer juntos.

Lembra que falamos sobre o Jarvis, a inteligência artificial criada pelo Homem de Ferro?

Então, o Jarvis não só realiza ações para que foi programado, como também pensa sozinho. Ele decide quais as melhores ações de acordo com as situações.

Caso você tenha algum receio, não se preocupe, seu forno automatizado não vai se tornar a Skynet. 😉

Como funciona a internet das coisas?

Saiba como funciona a Internet das Coisas

Ela funciona basicamente por meio de programações de ações e internet. As programações são para controle das ações, e a internet para possibilitar o comando a distância.

Além disso, aparelhos como computador e smartphones não podem mais ser considerados parte da internet das coisas conceito.

Isso porque atualmente eles são criados exatamente com a função de ter acesso à internet. Enquanto o forno que citamos tem como função serem um forno, a internet só otimiza o processo de manuseio e controle desse aparelho.

Mas a IoT internet das coisas pode ter impacto direto em sua vida. Veja melhor no próximo tópico.

Sua vida profissional

Se você possui um smartphone ele já possui funções que você pode acessar por meio de comandos de voz.

Empresas podem ser beneficiadas por sensores de fumaça e calor que até chamam os bombeiros automaticamente quando a temperatura do ambiente atinge certo pico.

Sua vida pessoal

Aqui podemos falar novamente daquele forno que você poderia acender por um aplicativo.

Além disso existem os dispositivos vestíveis, como as pulseiras de monitoramento para atletas, que calculam desde o número de passos e diários, até a quantidade de água que deve ser ingerida.

Maaaas, como nem tudo são flores, é claro que a internet das coisas pode também ter aplicações negativas.

Veja no vídeo abaixo um exemplo de casa automatizada no Brasil:

Prós x Contras

Conheça os prós e contras da Internet das Coisas

Bom, como tudo tem um lado negativo e a internet das coisas se chama assim e não coisas da internet, fica claro que as coisas é que são dependentes da rede.

Ou seja, sua funcionalidade pode ser prejudicada de acordo com a situação da internet conectada aos dispositivos.

Mas para ficar claro, vamos destrinchar essas informações.

Uso na indústria – Medicina – Agropecuária

A indústria já pode ser otimizada com maquinários que são acessados, ligados e/ou desligados à distância.

Já em áreas como a medicina é possível criar pulseiras de pressão e/ou batimentos cardíacos que quando conectados à internet mandam essas informações para outra pessoa, por exemplo.

A agropecuária já está aproveitando os benefícios da internet das coisas, com dispositivos que medem tudo desde a umidade do solo, até a previsão de chuvas e envia essas informações direto para o aparelho conectado.

É inegável a funcionalidade desses equipamentos, mas assim como a própria internet eles correm riscos.

Quedas – Defeitos – Invasões

Ainda seguindo a ideia dos exemplos acima, no caso da indústria imagine se o funcionário responsável pelo desligue por algum problema como falta de internet, por exemplo, não completa a ação.

Dependendo da área de atuação e da situação isso pode gerar danos bem graves.

Na saúde, devido a existência dos equipamentos de monitoramento citados, a atenção dos profissionais com os pacientes pode ser negligenciada e assim algum acidente acontecer.

Na agropecuária, um defeito nos aparelhos pode calcular de maneira incorreta a necessidade de água, por exemplo, e assim uma parte dessa plantação pode ser perdida.

Além disso, invasões de hacker sempre serão possíveis em qualquer aparelho que tenha conectividade com a internet.

Sabe quando falam que você pode ser espionado pela Webcam? Bom, imagine isso se aplicando a maioria dos dispositivos de sua casa.

Como dissemos, a internet das coisas, não pode ser confundida com coisas da internet. Então analise com clareza a necessidade e a função de qualquer produto.

A internet das coisas já é real!

Eu sei, depois disso tudo você pode achar que só falamos de um futuro. Mas não é bem assim.

Na verdade a IoT internet das coisas, já é muito real e presente na vida de cada um de nós. E isso pode aumentar consideravelmente,

No Brasil está em desenvolvimento a primeira cidade Smart do país, o projeto chamado de Smart City Laguna, fica no estado do Ceará e promete desde Wi-Fi gratuito a todos os moradores e empresários da cidade, até um lago artificial.

E agora que você já sabe o que é internet das coisas e como você já pode estar lidando com ela no dia-a-dia, você pode pensar em como isso tem ligação com sua área de atuação e até sua empresa.

Além disso, aproveita e comenta pra gente outros exemplos da sua vida que você notar que se aplicam a internet das coisas.

E se quiser ver mais conteúdos continua no Blog Ideal Marketing.

2018-10-24T17:37:22+00:00

Deixar Um Comentário