Conheça o que é sitemap XML e veja porque usar no seu site o quanto antes

Ícone Ideal Marketing

Por:

Publicado: 12 de março de 2018 | Atualizado: 16 de dezembro de 2019.

Está sem tempo de ler agora? Baixe este conteúdo e acesse offline

Sabe o que é sitemap XML? Sabe por que ele é tão importante para o SEO? Nem todos os empresários conhecem os benefícios de um mapa do site, embora este seja um atributo muito valioso dentro de suas páginas on-line. Já parou para se perguntar por que este recurso é necessário?

O termo XML vem do inglês eXtensible Markup Language. De um modo geral, podemos classificar o sitemap XML como uma linguagem de marcação.

De acordo com especialistas, investir em SEO no site do seu negócio pode trazer um crescimento significativo em questão de pouco tempo, cerca de 30 vezes mais, dependendo do segmento. Já imaginou?!

Mas como crescer investindo no mapa do seu site?

Neste artigo você vai aprender o que é sitemap XML e como usá-lo para facilitar a leitura dos robôs dos buscadores, como Google, Bing e Yahoo no seu site para melhorar ainda mais o seu posicionamento.

Dá uma olhada em tudo que esse conteúdo pode te agregar!

Aprenda o que é sitemap!

o que e sitemap

Você ainda não sabe o que é sitemap? Bom, vamos te explicar da maneira mais simples e fácil possível!

Um sitemap XML é uma forma de organizar um site, como um mapa do site, de acordo com a tradução literária.

Em outras palavras, é uma forma de mostrar aos buscadores toda a estrutura do site de maneira segmentada.

Ele identifica as URLs de cada página e os dados de cada seção do site.

Antes, era possível visualizar o mapa inteiro do site. Agora o sitemap apresenta os links, mas não detalhada cada um deles, ele apenas os separa.

Dessa forma fica mais fácil mostrar ao usuário como manter um controle melhor de onde encontrar cada coisa.

No entanto, em 2005, o Google começou a dar prioridade ao uso do seu mais recente mecanismo, o Sitemap 0.84 Protocol para usar no formato XML, o qual é propriedade da sitemaps.org.

Este formato foi projetado para permitir aos motores de busca encontrar os dados de forma mais rápida e eficiente.

Este protocolo novo do Sitemap XML do Google foi projetado como uma resposta ao aumento do tamanho e da complexidade dos sites.

Os sites comerciais, normalmente, possuem centenas de páginas e à medida em que vão crescendo, fica muito difícil para os robôs do Google encontrarem rapidamente tudo.

Por isso o protocolo feito em XML facilitou a leitura desses sites de forma eficiente.

Através desta ferramenta é possível rastrear as URLs de forma mais simples.

Resumindo, o protocolo sitemaps permite a um webmaster (profissional dedicado em webdesign e web developer) indicar aos motores de busca as URLs dentro de um site disponível para ser rastreado.

De um modo geral, o sitemap é um XML que lista as URLs em um site e permite aos webmasters incluírem informações como frequência de atualização e importância das URLs das páginas.

Ou seja, conhecer o que é sitemap garante um melhor conhecimento das páginas do seu site.

Porque ter um sitemap XML?

Saber o que é sitemap XML não é uma novidade quando o assunto é SEO. Porém essa é uma daquelas ferramentas que, mesmo não sendo a chave para garantir ainda mais relevância para o seu site, poderá fazer suas páginas serem mais visualizadas na internet.

O uso do sitemap pode melhorar diretamente o posicionamento de um site no Google, afinal a navegação se torna mais fácil justamente por conta dessa organização e isso favorece a indexação das páginas.

Usando o que é sitemap XML, sua empresa mostra aos buscadores exatamente o lugar nos quais os resultados deverão ser encontrados de forma mais fácil.

Ou seja, você pode oferecer mais destaque às páginas com alguma informação sobre produtos ou serviços da sua empresa.

Uma outra vantagem é que seu site passa e depender cada vez menos da relação feita com links externos.

Como você já tem uma noção do que é sitemap XML, no próximo tópico você vai entender melhor os formatos de sitemaps XML em detalhes.

Conheça os formatos de Sitemaps

Agora que você conhece o que é sitemap XML e qual a definição de XML, é importante entender em qual formato deve salvar um arquivo para a extensão XML ficar compatível à codificação do site.

Existe uma certa diferença entre os modelos de formato ou extensão do arquivo. Por isso é muito importante saber quantas opções existem disponíveis.

TXT

O sitemap TXT é um modelo básico e você provavelmente não vai precisar de um programador para criá-lo.

Tudo o que você precisa fazer é listar as URLs do seu site e então o buscador acessa as páginas e começa a indexar uma por uma da lista.

Atom-RSS

Este é um outro tipo de formato, o qual é relacionado ao feed do seu site.

Neste caso, o link do feed de notícias pode ser usado como um sitemap para a localização das páginas.

Este é um recurso muito utilizado em blogs, principalmente os gratuitos.

XML

Com dissemos, o termo XML vem do inglês eXtensible Markup Language.

De uma forma bem simples, podemos identificar o que é sitemap XML como uma linguagem de marcação.

Ainda em dúvida do que é XML? Calma, vou explicar!

A extensão XML foi criada especialmente para sites. Simples né?

xml

Mas para entender o que é XML é preciso ter em mente que essa é uma linguagem recomendada pela w3C, World Wide Web Consortium (principal organização de padronização da World Wide Web), para a criação de documentos com dados organizados de forma hierárquica (como uma árvore genealógica ou um mapa).

A W3C Foi criada em 1994 por Tim Berners-Lee. Ou seja, é esse o cara que inventou o famoso “www”!

Enfim, a resposta para “o que é XML” está diretamente ligada ao homem responsável pela criação da W3C.

É uma linguagem classificada como extensível porque permite definir os elementos de marcação.

Mas calma, nós vamos te explicar o que exatamente é uma linguagem de marcação.

Linguagem de marcação?

Uma linguagem de marcação é uma junção de códigos nos quais podemos aplicar dados os textos para serem lidos por outras máquinas ou pessoas.

Por exemplo, o famoso HTML é uma linguagem de marcação para formatar e organizar um site, já o XML possui o mesmo espírito, mas voltado para priorizar uma sequência de dados a fim de manter a organização entre eles.

linguagem de marcaçao

Um dos principais propósitos do XML é auxiliar os sistemas de informação no compartilhamento dos dados.

No entanto não é recomendado ser essa a única opção de Sitemap XML em seu site. Por isso a importância de ter um mapa completo de toda a sua estrutura.

Okay, você já sabe o que é sitemap! Vamos então atacar de artistas para desenhar o seu modelo.

Comece a desenhar o mapa do site

sitemap

Para realmente entender o que é sitemap XML, é necessário ter em mente que ele pode ser feito de duas maneiras.

Na primeira é necessário fazer um download de um gerador de sitemap e ter um bom conhecimento em linguagem de programação para criação de sites.

Mesmo sendo um trabalho manual e dê um pouco mais de trabalho, o controle sobre o resultado final depende desse desenho de mapa do site.

O segundo modo de criar um sitemap é muito mais fácil, até mesmo para os usuários que não entendem de programação.

O Sitemap XML pode ser feito a partir do download de um aplicativo ou por meio do acesso a uma ferramenta para rastrear o site.

Depois de preparar a criação das páginas e conhecer o que é sitemap XML é necessário fazer o upload no site e notificar o Google.

Essa notificação pode ser feita pela ferramenta de webmasters do buscador.

Ela possui uma seção para os arquivos que dependem de outros, como as subcategorias de uma sessão. Além disso, ela faz o controle de indexação das páginas.

Um gerador de sitemaps depende exclusivamente do seu conhecimento sobre o assunto, por isso veja alguns tipos de sitemaps para o seu site!

Confira os tipos de sitemaps existentes

Como você já entendeu o que é sitemap e suas possíveis extensões, é preciso conhecer os tipos de sitemap XML.

O seu mapa poderá ser mais específico, dependendo do seu negócio ou do seu site. Confira:

1. Imagens

O sitemap XML de imagens são recomendados principalmente para sites que utilizam fotografias ou alto volume de imagens.

Mapas assim são importantes para permitir as imagens do seu site serem bem indexadas e apareçam nos resultados de busca na web.

2. Notícias

Se você tiver um portal de notícias é importante manter o seu mapa do site bem organizado para os resultados do Google sejam eficientes para o seu posicionamento.

No caso de você possuir um site de notícias, é possível que ele apareça no Google News, mas para isso é muito importante um mapa do site.

3. Vídeos

O Google possui uma ferramenta de busca apenas para vídeos.

Se você quer aparecer no topo das buscas nessa ferramenta é muito importante ter o sitemap de vídeo para ajudar o Google a encontrar determinado conteúdo.

Um benefício do próprio sitemap em vídeo é que ele precisa ser feito em XML. Além disso, ele precisa mostrar no código qual é o tempo de duração do vídeo.

Desse modo as informações passadas ao Google ficam mais claras.

Crie seu sitemap XML de um jeito simples

Já que você está aprendendo a fundo o que é sitemap, precisa saber os vários os meios usados para a criação dele.

Se você possui um site ou blog que utiliza a plataforma WordPress, só precisa instalar um plugin, tipo XML Sitemaps ou até mesmo o Yoast SEO, para poder fazer uso da linguagem.

O passo a passo para criar sitemap XML não é complicado e o próprio Google oferece ajuda.

Se o seu site for diferente do modelo WordPress, o Google Sitemap Generator é muito eficiente e é do próprio Google.

Basta baixar a ferramenta e depois disso poderá aproveitar os benefícios no seu site.

Você consegue criar o arquivo de forma manual, como um documento XML normal e qualquer dúvida com relação a criação de sitemaps, o Google Sitemap Generator poderá ajudar de forma clara.

Depois de entender o que é sitemap XML e como criar um mapa de site de sucesso de forma simples, basta seguir as próximas instruções para tudo correr bem no momento de criar o arquivo.

Veja dicas para facilitar o seu trabalho

Está na hora de você conferir uma seleção de dicas as quais nós preparamos especialmente para facilitar o seu trabalho e te ajudar a entender tudo sobre o que é sitemap e seus benefícios.

São dicas simples de sitemap XML, não vai demorar quase nada, dá uma olhada:

Faça várias divisões do seu Sitemap XML

Crie vários arquivos de sitemap XML e separe todos por categoria.

Isso ajuda a encontrar problemas de indexação no site. Quando existe essa divisão é possível identificar impasses simples nas páginas, isso faz toda diferença.

Crie uma página de índice para seu site

Se você tiver mais de um sitemap vai ser necessário criar um index para o Google identificar onde se encontram os outros sitemaps.

Na página de Ajuda do Google você pode aprender com um tópico especialmente voltado para o assunto.

Limite para os sitemaps no Google

É importante saber que o Google não trabalha com sitemaps com mais de 10 megabytes de tamanho ou com mais de 50 mil URLs inseridas.

Mas se você fez um bom trabalho nas duas práticas anteriores, não há necessidade de se preocupar com isso!

Evite conteúdo duplicado

Muito cuidado com o momento de listar o sitemap e fique atento a qualquer endereço que por algum motivo seja direcionado para outro site.

Liste o seu sitemap XML apenas na versão final!

Como você observou na imagem, a Canonical Tag serve para os motores de busca não indexem a mesma página, o que gera conteúdo duplicado, penalizando o site quanto ao SEO.

Um site pode ter diferentes links apontando para o mesmo conteúdo, a canonical tag é usada nas páginas para indicar aos mecanismos de busca os quais o conteúdo se refere à uma única página.

Pode dizer, você nunca imaginou que saber o que é sitemap podia ser tão interessante e relevante para suas páginas assim, né?

O que fazer depois de criar o meu sitemap XML?

Como você já criou seu sitemap XML seguindo todas as regras, é necessário fazer upload desse mapa no seu servidor.

Depois, acesse o Google Search Console e veja se o seu domínio está correto.

Agora, adicione seu sitemap XML em seu site para o Google iniciar a indexação.

Mostre onde o seu sitemap XML está hospedado no servidor por meio de um arquivo robots.txt.

Depois que você subir seu sitemap, poderá saber quais URLs já foram indexadas no Google.

Nesse momento são identificados alguns erros que podem ter passado despercebidos.

robot txt

O que é sitemap XML: a ferramenta eficiente e fácil de utilizar

Com todas as diferentes formas de fazer um site conseguir relevância no posicionamento do Google, o sitemap permite ter acesso a um método bastante eficaz para isso!

Como você já aprendeu o que é sitemap XML, escolha qual modelo melhor se adapta aos objetivos do seu negócio e invista nas estratégias de SEO para que todo o seu site possa ter um posicionamento muito melhor do que é hoje.

Pronto! Só lhe resta aproveitar os benefícios do sitemap XML dentro das suas páginas!

Compartilhe nas Redes Sociais!