Conheça as 5 forças de Porter e saiba como ela pode tornar a sua empresa mais competitiva no mercado

Ícone Ideal Marketing

Por:

Publicado: 24 de setembro de 2018 | Atualizado: 2 de setembro de 2019.

As 5 forças de Porter fazem parte da tática usada pelas grandes empresas a fim de estarem preparadas para enfrentar qualquer situação. Ou seja, quem quer se destacar no mercado e não ser pego desprevenido tem que conhecer a estratégia competitiva Michael Porter!

Está sem tempo de ler agora? Baixe este conteúdo e acesse offline

Independentemente de qual seja o ramo da sua empresa, entender o mercado em que ela atua, bem como a postura dos concorrentes é essencial para a gestão do seu negócio.

Isso porque dessa forma você consegue criar estratégias mais assertivas e se planejar para implantar melhorias para sair na frente da concorrência e vencê-la.

Entretanto, embora existam diversas técnicas para isso, nós sabemos que existem diversas variáveis no mercado que podem dificultar essa tarefa.

Mas e só nós te disséssemos que existe um método o qual tem como princípio os fatores mais constantes no mundo dos negócios e que podem te ajudar a preparar a sua empresa para enfrentar qualquer situação?

Estamos falando das 5 forças de Porter, uma estratégia a qual visa deixar a sua empresa competitiva não importa o cenário!

E-book gratuito da Ideal Marketing com dicas de gestão empresarial

Quer saber mais sobre o tema? Confira o conteúdo:

O que são as 5 forças de Porter?

As 5 forças de Porter consiste em estratégia competitiva Michael Porter, professor da Harvard Business School introduzida em um artigo da universidade em 1979.

A partir de então, muitas empresas começaram a colocar em prática essa metodologia a qual seu criador acredita que pode determinar a posição de qualquer empresa no mercado.

Isso porque as 5 forças competitiva de Porter foram pensadas em cima de fatores mais estáveis e não voláteis, como intervenções do governo ou mudanças tecnológicas.

Por isso, se você quer ver a sua empresa se dar bem, mesmo quando a previsão é a de que tempos difíceis virão, conhecer as forças de Porter é essencial.

Vamos a elas, então?

Conheça as 5 forças de Porter

Até aqui entendemos o básico sobre as 5 forças de Porter, mas não sabemos muito bem direito como é que elas podem ajudar a sua empresa.

Mas calma, pois agora vamos conhecer cada fase da análise de Porter e entendê-las de uma vez por todas para o bem do seu negócio.

1. Rivalidade entre concorrentes

O primeiro passo da estratégia competitiva de Porter é a análise do grau de competição entre a sua empresa e seus concorrentes.

A primeira força é a rivalidade que existe entre os concorrentes, ou seja, qual o grau de competição existente.

Nessa hora, você precisa descobrir quantas empresas competem com você e qual a situação deles, ou seja, eles são concorrem com você por preço ou algum diferencial?

Dessa forma, você poderá ter uma noção real do mercado em que atua e conseguir enxergar meios de agir de forma diferente para superá-los e melhorar os seus resultados.

2. Poder de barganha dos fornecedores

Na segunda posição da lista de Forças de Porter está o quanto a sua empresa está refém de quem a fornece matéria-prima.

Isso porque, por exemplo, você tiver poucos fornecedores com quem contar, não terá muito o que fazer se eles aumentarem os preços ou mudar o acordo entre vocês.

Situação extremamente contrária se o número de fornecedores for maior, pois aqui você é que está no controle da negociação.

Se você não sabe em que pé está a sua empresa nesse quesito, há alguns pontos importantes a serem levantados, como a quantidade, a diferença e o custo de uma possível mudança de fornecedor.

Ao responder essas perguntas você enfim saberá quem é que está no controle da situação.

3. Poder de barganha dos clientes

A terceira das Forças de Porter segue o mesmo raciocínio da segunda, pois da mesma forma pode-se ficar dependente de seus clientes.

Isso é, se a competitividade da sua área for acirrada, maior será o controle dos consumidores, enquanto o contrário acontecerá quando a sua empresa for a única que oferece uma solução.

Mas aqui há também uma situação na qual o poder é dividido em meio a meio, que é quando o ticket médio é alto, ou seja, o cliente compra muito e depende de você e a recíproca é verdadeira.

Se você quer saber em qual posição está para medir suas ações para ficar em uma situação mais confortável, é preciso avaliar algumas questões, como:

  • qual a proporção entre compradores e fornecedores para cada produto?
  • qual a influência do valor do ticket médio no processo de venda?
  • os clientes mais ativos nas mídias sociais influencia outras pessoas?

Sabendo o comportamento do consumidor em cima dessas questões fica fácil entender a relação entre a sua empresa e ele.

4. Ameaça de entrada de novos concorrentes

A quarta das 5 Forças de Porter diz respeito à dificuldade de uma empresa começar a atuar em um determinado segmento.

Por exemplo, uma área técnica com baixos custos operacionais é mais fácil de entrar do que uma com altos investimentos operacionais.

Então, para saber em qual barco você está entrando é preciso fazer algumas observações, como conhecer o custo para abrir um negócio e todo o processo burocrático referente a ele.

Além disso, procure descobrir se há algum incentivo fiscal ou fundo de investimento para os iniciantes na missão.

Entendendo esses pontos e vendo se existe ainda outra barreira para novos negócios, você está pronto para decidir navegar por esse mar.

5. Ameaça de produtos substitutos

Por fim, a última fase da análise de Porter vem para te lembrar que nem sempre o pior perigo vem de novos concorrentes, mas sim de algum novo produto inovador.

Sendo assim, é preciso estar preparado para enfrentar essa batalha quando ela acontecer, não é mesmo?

Para isso, crie o hábito de analisar o seu produto e ver se existe algum projeto que possa substituir o seu e há alguma parte da cadeia de produção que poderia ser automatizada.

Dessa forma, ao procurar sempre novas alternativas para o seu produto você se antecipa ao concorrente e se previne de ser pego de calça curta.

Saiba como aplicar as 5 forças de Porter na sua empresa

Depois de conhecer as 5 forças de Porter, você deve está pensando em como implementá-las e no trabalho que isso deve dar.

Mas pensando nisso, o próprio Michael Porter deixou meio caminho andado ao identificar três estratégias gerais que podem ser aplicados em qualquer empresa, independentemente da área.

Para começar, ele propõe que se reduza os custos para conseguir aumentar os lucros, seja por conseguir abaixar o preço do seu produto ou praticar o mesmo do mercado.

Depois, é preciso investir em uma diferenciação, a qual pode ser pela implementação de novos processos ou novas técnicas de marketing.

Por fim, nada é possível se não manter o foco e procurar conhecer bem o mercado e todas as suas variáveis.

Dessa forma a sua empresa saberá se portar em qualquer situação e está pronta para conseguir alcançar o sucesso.

Abrace as 5 forças de Porter e deixe a sua empresa mais próxima do sucesso

Nesta publicação você conheceu as 5 forças de Porter e viu como é possível deixar a sua empresa a prova de riscos.

Isso porque a estratégia competitiva Michael Porter se fundamenta em fatores os quais pouco variam em qualquer setor e assim ajuda o seu negócio a ter uma estrutura sólida.

Para isso, te apresentamos as 5 forças e mostramos como elas envolvem muita pesquisa e análise para compreender o mercado no qual a sua empresa está inserida.

As 5 forças competitivas de Porter podem impressionar um desavisado, por isso também falamos como pode ser simples implementá-las ao seguir as dicas do próprio criador delas.

E se você quer continuar enriquecendo os métodos da sua empresa, confira o conteúdo sobre como melhorar processos.

Compartilhe nas Redes Sociais!