Início » Convidados » Marketing e Design Thinking: Veja como unir os dois!

Marketing e Design Thinking: Veja como unir os dois!

Publicado: 23 de setembro de 2019 | Por: | Atualizado: 23 de setembro de 2019.

Muito tem se falado sobre o design thinking e os benefícios que ele proporciona para o relacionamento da marca com o público. Porém, você já parou para pensar alguma vez em como ele pode ser ligado ao marketing e como ambos podem ser usados para otimizar os resultados do negócio?

Está sem tempo de ler agora? Baixe este conteúdo e acesse offline

Neste artigo, vamos explicar a relação entre os dois conceitos e como eles podem ser colocados em prática juntos. Você se interessa pelo assunto? Então, continue a leitura e amplie seus conhecimentos sobre ele agora mesmo!

E-book - Como crescer sua empresa com marketing digital

O que é Design Thinking?

O design thinking vai além do conceito de beleza (geralmente associado ao design, de modo geral) e tem um sentido mais amplo. Nesse contexto, a ideia é entender as pessoas e direcionar o foco para atender seus objetivos e necessidades.

Assim, adota-se uma nova cultura — além da utilização de técnicas, métodos e ferramentas —, direcionada para a realização de pesquisas, formação de ideias e testes. Tudo isso gira em torno do público, em um processo que abre os caminhos para a inovação, diferenciação da concorrência e uso da criatividade para satisfazer e encantar clientes.

Basicamente, ele é dividido em 4 etapas:

  1. Imersão: é quando as equipes se reúnem para apresentar as mais variadas opiniões. O objetivo é identificar a causa-raiz do problema, levantar as necessidades e apontar as oportunidades;
  2. Análise: nesse momento, o foco fica voltado para entender e avaliar o problema sob os mais variados aspectos de forma mais profunda;
  3. Ideação: é nessa etapa que se começa a elaborar as ideias. Com o esquema de colaboração e uma equipe multidisciplinar, diversas soluções são propostas (por meio de um brainstorm);
  4. Prototipagem: por fim, as melhores ideias começam a ser colocadas em prática e passam por testes. O objetivo, aqui, é apontar as falhas e identificar melhorias que podem ser feitas.

Afinal, como o marketing e o Design Thinking se relacionam?

A ideia de usar o design thinking aliado ao marketing gira em torno de estimular os profissionais a buscar a excelência na criação de estratégias de relacionamento com os clientes — por meio de questões emocionais, estéticas e cognitivas (como a empatia no desenvolvimento de soluções que atendem as expectativas do cliente).

Isso acontece porque ambas as estratégias estão voltadas para entender e atender o público de maneira mais próxima — identificando seus objetivos, anseios, necessidades e expectativas, oferecendo experiências cada vez mais personalizadas.

Nesse sentido, a ideia é criar soluções que ajudem a empresa a se diferenciar no mercado, principalmente por meio da inovação nos produtos e serviços. Assim, consegue-se atender, com qualidade, mesmo o público mais exigente.

Design Thinking e Marketing: como unir as estratégias?

Há diversas formas de unir o design thinking. Nos próximos tópicos, mostramos as principais delas. 

Produção de conteúdo

Atualmente, o público consome conteúdo nos mais variados canais e mídias — blog posts, vídeos, redes sociais, entre outros. Porém, para que a mensagem seja entregue com eficácia e alcance as pessoas certas, é preciso fazer um trabalho anterior que visa entender questões como:

  • quem é a sua audiência;
  • o tipo de linguagem mais adequada;
  • a mídia que ela está mais presente.

Esse trabalho de marketing pode ser aprimorado com o design thinking à medida que contribui para que se entenda melhor o público-alvo e suas características: comportamento, como ele entende as mensagens transmitidas, a linguagem que ele utiliza e até mesmo quais mídias ele prefere utilizar para consumir os conteúdos.

Desenvolvimento de novos produtos e serviços

O design thinking também pode ajudar a identificar inovações e diferenciais de produtos e serviços, de forma que a sua empresa se diferencie dos concorrentes e se destaque no mercado. Contudo, para que isso seja possível, as equipes precisam desenvolver projetos que foquem em gerar novas soluções ou promover melhorias significativas nas que já existem no portfólio.

Elaboração de projetos para clientes

Quando se fala em elaborar projetos para seus clientes, o ideal é que sejam consideradas suas particularidades, necessidades e objetivos. Isso significa que oferecer um escopo pronto não é o mais recomendado.

Aí que entra o design thinking e todo o trabalho para entender todos os aspectos ligados a esse cliente e, a partir daí, desenvolver um serviço criativo e que esteja totalmente alinhado aos objetivos e expectativas. É assim que se gera valor para os seus parceiros de negócios.

Quando dissemos (acima) que se leva em consideração os aspectos emocionais e cognitivos, estamos falando sobre fazer um trabalho de imersão no cliente — e até mesmo com o público-alvo que ele deseja alcançar, se for o caso. Por meio disso, trabalha-se a empatia, identificando questões como:

  • Suas dores (problemas);
  • Objetivos;
  • Expectativas;
  • Necessidades.

Com a aplicação de técnicas, ferramentas e métodos adequados, fica mais fácil oferecer soluções que estejam alinhadas a essas questões. Assim, as chances de concluir o trabalho com excelência, diminuir o retrabalho e garantir a satisfação são bem maiores.

E-book - Como otimizar processos e aumentar produtividade no ambiente digital

Branding

Criar e gerir uma marca com um nome relevante é de suma importância para que o negócio se torne bem-sucedido. Entretanto, indo além, fazer um branding eficaz, repassando a verdadeira imagem e os valores do negócio também é fundamental.

Por meio do design thinking aliado ao marketing, consegue-se oferecer experiências diferenciadas para o público. Isso acontece com o entendimento de quem são as pessoas que mais interagem e como elas se relacionam com a sua empresa — a partir daí, busca-se promover novas vivências (sempre buscando a diferenciação).

Se empresa ainda está buscando criar uma identidade e se posicionar no mercado, é preciso investir ainda mais no estudo, já que é ele que vai fornecer informações relevantes e a base necessária para entender as coisas do ponto de vista dos clientes em potencial.

O que achou dessa parceria entre o design thinking e o marketing? Ambos buscam entender e se aproximar cada vez mais dos clientes, fortalecendo e personalizando o relacionamento e promovendo experiências diferenciadas. Assim, sua empresa se posiciona melhor e consegue se destacar no mercado.

Que tal compartilhar este conteúdo em suas redes sociais? Dessa forma, sua rede de contatos também passa a conhecer e entender melhor essa combinação e os benefícios que ela pode promover para os negócios!

2019-09-23T17:55:07-03:00

Deixar Um Comentário

Conversão Internacional de Empreendedorismo Conheça a Plataforma Ideal Marketing