Entenda o que é internet do comportamento e como se aplica na indústria

Ícone Ideal Marketing

Por:

Publicado: 15 de setembro de 2021 | Atualizado: 15 de setembro de 2021.

Em um mercado altamente competitivo, as indústrias precisam usar as soluções tecnológicas para compreender tanto a realidade do mercado quanto as demandas de seus clientes. Nesse contexto, a Internet do Comportamento surge como uma alternativa altamente eficiente.

Isso ocorre porque, ao fazer uso da tecnologia, os líderes passam a ter acesso a uma série de informações úteis a respeito do comportamento de seus colaboradores e de seus clientes em potencial. O que lhes permite criar estratégias para aumentar o desempenho de seus colaboradores e para melhorar sua interação com o público consumidor.

Dada a complexidade dessas tarefas, a implementação da Internet do comportamento em uma indústria demanda o uso de soluções específicas pertencentes à Indústria 4.0.

 Em primeiro lugar, a empresa precisa ter acesso a uma fonte de dados confiável e isso exige investimentos em sensores e na Internet das Coisas. Além disso, uma Inteligência artificial se faz necessária para tratar os dados e transformá-los em indicadores úteis.

Dada a importância dessa inovação, optamos por criar este conteúdo para apresentar a você essa nova tecnologia. Leia o artigo e entenda como funciona a Internet do Comportamento!

Afinal, o que é Internet do Comportamento?

A Internet do Comportamento — ou Internet of Behaviour (IoB) — pode ser descrita como uma tecnologia capaz de combinar diversas fontes de dados, os “rastros digitais” (acesso a mídias sociais, geolocalização, interações na Internet, reconhecimento facial) com a finalidade de obter insights a respeito do comportamento humano. 

Essa tendência é utilizada dentre outros objetivos, para:

  • Aperfeiçoar processos e desenvolver produtos e serviços de forma mais assertiva
  • Compreender os interesses de determinado público
  • Influenciar na tomada de determinadas decisões

Como essa tecnologia pode beneficiar uma indústria?

Assim que uma companhia implementa uma nova tecnologia de maneira inteligente, ela se coloca automaticamente em vantagem frente aos negócios menos atualizados.

Isso vale para indústrias de todos os segmentos, desde uma pequena empresa que produz e comercializa redutores de velocidade, até uma mineradora multinacional de grande porte.

É importante ressaltar, porém, que a Internet do Comportamento conta com uma série de outras vantagens! Continue a leitura e confira alguns exemplos!

Aumento da produtividade

Não é novidade que a produtividade industrial é um dos fatores mais relevantes para o sucesso de uma indústria. Afinal, se ela for baixa, dificilmente o negócio será capaz de se manter competitivo em relação a seus concorrentes.

Fazendo uso da Internet do Comportamento, os gestores podem compreender os períodos em que seus colaboradores são mais produtivos e implementar estratégias para que eles se tornem ainda mais eficientes.

A tecnologia ainda permite que a equipe de gestão identifique os períodos em que os colaboradores são menos produtivos — e os fatores que afetam negativamente sua produtividade — para que os problemas que impactam negativamente a eficiência dos funcionários sejam identificados e eliminados.

Redução de erros e de acidentes

Os erros e as falhas são um grande problema para a maioria das indústrias. O que é natural, uma vez que além de gerar prejuízos com insumos desperdiçados e com a troca de peças danificadas eles atrasam a produção, reduzindo assim a produtividade industrial.

Podemos dizer que os acidentes são ainda mais problemáticos, pois colocam em risco a integridade física do colaborador e ainda podem acarretar processos judiciais.

Nesse cenário, a Internet do Comportamento também surge como uma solução eficaz. Fazendo uso dela, o time de gestão pode verificar os períodos em que os colaboradores estão menos atentos e os fatores que os levam a cometer erros.

Com base nessas informações, implementar estratégias para reduzir erros e acidentes se torna muito simples, o que tende a otimizar tarefas diárias como a manutenção.

Otimização da relação com consumidores

Conforme os consumidores se tornam mais exigentes, as empresas precisam dar cada vez mais atenção a sua interação com eles. O que além de uma estratégia multicanal demanda o uso de uma linguagem adequada.

Por meio da Internet do Comportamento, a indústria se torna capaz de observar o comportamento dos consumidores e elaborar roteiros de atendimento e comunicação mais eficientes.

Aumento do alinhamento à realidade do mercado

As indústrias também devem estar atentas ao fato de que — gradualmente — os consumidores estão se tornando mais conscientes e engajados. De modo que uma política inteligente de governança é uma necessidade real.

Nesse cenário, a Internet do Comportamento pode ajudar a gestão da companhia não apenas a identificar causas que demandam mais atenção, mas também lhe fornece ferramentas para conscientizar o público a seu respeito.

Elaboração de produtos personalizados

A competição entre empresas também aumentou as exigências dos clientes em relação a produtos e serviços. O que é natural, visto que os consumidores têm mais opções.

Nesse cenário, a Internet do Comportamento pode ser usada para mapear os verdadeiros interesses de cada cliente, o que permite que a indústria crie soluções mais personalizadas.

A tecnologia ainda pode otimizar o processo de marketing, para que os consumidores vejam os produtos como as melhores opções disponíveis no mercado.

Como a Internet do Comportamento tem sido usada na indústria?

Dadas as características da tecnologia, é fácil chegar a conclusão de que ela pode ser usada em todas as áreas de uma indústria. 

Nesse momento de pandemia, por exemplo, a Internet do Comportamento é capaz de usar dados como a temperatura do colaborador para identificar se ele corre o risco de estar contaminado com o coronavírus. Obviamente, esse monitoramento exige o investimento em câmeras capazes de gerar imagens térmicas, ou a adoção de uma rotina de medições de temperatura.

É importante ressaltar, porém, que mesmo as câmeras tradicionais podem ser usadas pela tecnologia. Nesse sentido, os gestores podem usá-las para verificar se os colaboradores estão usando máscaras durante a operação. Se a resposta for negativa, a Internet do Comportamento ainda pode identificar quais pontos estão levando os colaboradores a tomar tal atitude.

Ao usar os dados de maneira mais inteligente, uma indústria pode aumentar drasticamente seus resultados. 

De acordo com a empresa de consultoria Gartner, que aponta essa tecnologia como uma tendência para os próximos anos, até o fim de 2025 mais da metade da população do mundo estará sujeita a pelo menos um programa IoB, seja ele comercial ou governamental. O impasse será como utilizar essas tecnologias de maneira ética 

Por esse motivos, gestores  e empresas devem ter sempre em mente que tais informações devem ser usadas com o devido cuidado. Afinal, um erro pode levá-los a infligir a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Uma atitude que além de acarretar multas e outras sanções tende a afetar negativamente a imagem da empresa.