Início » Convidados » 6 Hacks para Gerenciar Profissionais da Geração Z

6 Hacks para Gerenciar Profissionais da Geração Z

Publicado: 2 de outubro de 2019 | Por: | Atualizado: 2 de outubro de 2019.

Quando se trata de como se relacionar e lidar com os profissionais das gerações passadas, já há, nas empresas e nos departamentos de RH, métodos testados e comprovados de como liderar colaboradores das gerações anteriores. Entretanto, novos jovens estão chegando ao mercado de trabalho e gerenciar profissionais da Geração Z é diferente e requer novas abordagens.

A Geração Z, primeira verdadeiramente nativa digital, está chegando com força no mercado de trabalho. E as suas características marcantes estão se expandindo mundo afora e influenciando também os ambientes corporativos.

Por isso, separamos aqui alguns hacks para te ajudar a pensar em formas diferentes e mais modernas de liderar esses jovens. Aprenda como gerenciar profissionais da Geração Z evitando problemas ou mal-entendidos.

Boa leitura!

O que é a Geração Z?

As gerações são definidas pelo contexto e pela época nas quais nasceram:

  • baby boomers: nascidos entre 1940 e 1959. Imersos no contexto pós-Segunda Guerra Mundial, são representados pela expressão da ideologia; 
  • X: nascidos entre 1960 e 1979, marcada pelo status;
  • Y: nascidos entre 1980 e 1994, definidos pelo consumo de experiências;
  • Z: nascidos entre 1995 e 2010. A mais nova leva de jovens profissionais.

Essa é a geração que se sente extremamente confortável em não ter apenas uma maneira de ser. São jovens em busca de experimentar diferentes possibilidades de serem eles mesmos, sendo livres para moldarem suas identidades individuais ao longo do tempo.

Estão sempre em busca da verdade e da autenticidade que geram maior liberdade de expressão e abre espaço para melhor compreensão de diferentes tipos de pessoas.

Principais características dos profissionais da Geração Z

Expostos à Internet, redes sociais e sistemas móveis desde a adolescência, esta geração tem característica hiper cognitiva. Assim, fazem a coleta de informação cruzando resultado de muitas fontes para integrar suas vidas virtuais e offline.

A Geração Z valoriza fortemente a expressão individual, é avessa aos rótulos e se mobiliza por variadas causas. Esses jovens dão profunda importância à força do diálogo para resolver conflitos e melhorar o mundo.

Veja outras características:

  • nativos digitais;
  • mais antenados;
  • geração pragmática, que se preocupa em fazer a diferença;
  • motivados por conseguir uma vida segura fora do trabalho; 
  • mais colaborativa e orientada para o trabalho em equipe, com todos trabalhando juntos para avançar nas metas; 
  • desejo de inclusão é uma prioridade;
  • desenvolvimento constante de habilidades; 
  • mais independência e liberdade para brilhar;
  • desejo de ser reconhecida e recompensada; 
  • geração multitarefas, vivendo em um mundo altamente conectado;
  • espírito empreendedor;
  • prezam pela comunicação cara a cara;
  • forte desejo por satisfação e entusiasmo;
  • mentalidade de startup.

Uma característica forte na Geração Z é que eles não estão focados nas etapas mais tradicionais da formação de carreira. Não há uma prioridade de terminar o ensino médio, entrar na faculdade, obter um diploma e encontrar um emprego.

Muitos desses jovens aproveitam as ferramentas que o mundo digital oferece para estimular suas ideias, objetivando oportunidades profissionais futuras, mesmo antes de terminarem a escola. Eles são muito mais independentes e criativos na abordagem profissional.

Como gerenciar profissionais da Geração Z

Com grandes habilidades em tecnologia avançada, é bem possível que a Geração Z, em alguns casos, seja formada por melhores colaboradores que as gerações anteriores. Sendo significativamente mais úteis para as empresas inseridas no mundo de alta tecnologia.

Mas, para tirar proveito desta competência, é fundamental aprender, o quanto antes, a gerenciar profissionais da Geração Z. Eles podem ser valiosos, porém, se inseridos em um ambiente empresarial tradicional, com regras rígidas e pouca flexibilidade, podem deixar de render muito do que são capazes.

Essa é uma geração muito mais independente e desconfiada do mundo corporativo que, para eles, é sinônimo de estresse a atmosfera ruim e pressão dos líderes. Não é à toa que 53% da Geração Z prefere empreender a evoluir em uma empresa.

Gestores que desejam mudar essa ideia negativa devem aprender a integrar e gerenciar melhor os seus funcionários. E também precisam saber que a Geração Z dá preferência a empresas que são:

  • divertidas (25%);
  • inovadoras (23%);
  • éticas (22%);
  • e internacionais (20%).

Essa é uma geração que busca muito mais do que um emprego. E você, como gestor, precisa entender e entregar o que possa lhes proporcionar sentimento de satisfação e entusiasmo.

Aprenda 6 hacks para gerenciar profissionais da Geração Z e tenha os jovens mais motivados em sua equipe.

1. Pense em maneiras diferentes de liderar

Muitos jovens da geração Z vão preferir respeitar os superiores pela capacidade de gerir confiança e saber ouvir, muito mais do que pelo seu diploma ou cargo de autoridade. Portanto, a hierarquia é um dos pilares tradicionais que deve ser revisto.

Os novos jovens trabalhadores são mais criativos e gostam de trabalhar com liberdade, de forma mais autônoma em seus projetos. E um modelo horizontal seria o mais adequado para melhorar os ganhos.

Outro detalhe importante é a necessidade de mantê-los sempre interessados no que estão fazendo. Uma abordagem mais dinâmica para liderar e distribuir os projetos é uma forma de canalizar a criatividade em benefício da sua empresa.

Eles gostam de acompanhar a evolução de uma ideia desde o início até o resultado final. Por isso, ofereça essa oportunidade e a possibilidade de estarem em contato com novos desafios, tarefas estimulantes e que envolva mais responsabilidades.

2. Esteja interessado no desempenho dos seus colaboradores

A Geração Z enxerga a relação entre líderes e colaboradores como algo muito importante. Por isso, demonstrar interesse no que estão fazendo, no seu progresso, nos projeto e ideais é algo fundamental para mantê-los motivados.

3. Ouça seus funcionários

Apesar de terem consciência de sua pouca experiência, essa geração acredita ter muito a contribuir e leva isso muito a sério. Incentivar e dar feedbacks mais frequentes é uma forma de manter esses jovens entusiasmados pelo que estão fazendo.

Gestores devem estar mais presentes, interagindo mais com a equipe. 60% da Geração Z deseja que seus líderes estejam presentes e façam contato semanalmente. Desses, 40% querem uma interação diária.

E esses feedbacks não precisam ser longos e demorados, uma simples frase, ou mesmo um emoji é o suficiente.

4. Configure um ambiente de trabalho agradável

Os jovens que estão ingressando agora no mercado de trabalho cresceram na era do Google. Não só envoltos por alta tecnologia, mas cercados de escritórios modernos com arquitetura mais arrojada, área de descanso e relaxamento.

Quanto mais agradável e acolhedor puder ser seu espaço de trabalho, maior a chance de elevar a lealdade e desempenho dos seus colaboradores.

5. Promova a harmonia entre vida profissional e pessoal

Cerca de 28% dos jovens funcionários se sentem frequentemente cansados ou esgotados no trabalho. Isso significa um aumento de 7% em relação às gerações mais velhas.

Mas, especialmente por terem testemunhado a luta de seus pais na força de trabalho, a Geração Z não se sente confortável com este tipo de situação. E tendem a não se submeter à isso, buscando logo uma outra empresa para trabalhar.

A linha que separa a vida pessoal da profissional está cada vez mais tênue e os novos jovens buscam a atingir a harmonia entre elas.

Mais do que um alto salário, o bem-estar é uma grande preocupação desta geração. Uma forma de fazer isso é oferecer benefícios diferenciados aos colaboradores, como:

  • relaxamento;
  • ginástica laboral;
  • parceria com academias;
  • descontos na empresa;
  • vale cultura;
  • salário sob demanda: que oferece maior liberdade financeira ao colaborador e diminui o estresse financeiro.

6. Aumente a diversidade e incentive a inclusão

Essa é uma das principais bandeiras desta geração e que se estende para o ambiente de trabalho. 63% da Geração Z consideram muito importante trabalhar com pessoas de diversos níveis de educação e habilidade. Outros 20% acham estimulante que ter pessoas de diferentes culturas (etnias ou origens) na equipe.

Para esses jovens, a diversidade e a inclusão impulsionam o desempenho de uma equipe e aprimoram a inovação.

O que podemos perceber é que a nova leva de profissionais está menos propensos à pensar que “sabem tudo”. Mais que a geração anterior, eles estão em busca de oportunidades para adicionar ou aprimorar conhecimento e habilidades. Sem deixar de lado o bem-estar e a harmonia entre vida pessoal e profissional.

Quer ter mais dicas sobre como gerenciar profissionais da Geração Z e também mantê-los motivados. Acesse o nosso blog e conheça tudo sobre o salário sob demanda. Boa leitura!

Esse artigo foi produzido pela Xerpa, uma empresa digital focada em motivar os colaboradores das empresas e mudar a vida de milhões de brasileiros.

2019-10-02T14:31:32-03:00

Deixar Um Comentário

Diagnóstico Gratuito do seu Marketing Descubra como fazer sua empresa crescer 200% ao ano