Como usar as redes sociais para empresas de finanças

Ícone Ideal Marketing

Por:

Publicado: 29 de julho de 2021 | Atualizado: 3 de agosto de 2021.

Saber como usar as redes sociais para empresas de finanças é importante caso queira angariar novos clientes na Internet. Isso é verdade não só porque as plataformas estão cheias de gente (e estão!), mas também porque o Brasil vê um crescimento enorme do setor financeiro.

A Bolsa de Valores já atingiu a marca de 3,5 milhões de investidores pessoa física, sendo que há pouco menos de 2 anos o número era de 1 milhão apenas. Isso sem falar na popularidade enorme de influenciadores de finanças e muito mais.

Portanto, esse é um ótimo momento para empresas da área. Mas é necessário saber como usar as redes sociais para empresas de finanças. Quer saber como? Siga a leitura!

5 dicas de como usar as redes sociais para empresas de finanças

1- Conheça sua persona

As redes sociais podem ser grandes aliadas do marketing de empresas, mas para que funcionem da forma correta, é necessário montar a melhor estratégia para seu negócio. O primeiro passo da estratégia é conhecer quem é a sua persona. Entender seus hábitos e forma de linguagem ajudam a construir uma imagem compatível com a de seus seguidores.

Por exemplo, para empresas de finanças voltadas para um público jovem, que ainda está começando a vida financeira, uma boa estratégia é criar conteúdos de como fazer as economias renderem mais, com linguagem mais simplificada e descontraída.

Para um público mais maduro, já com imóveis próprios e que buscam um lugar para investir, a linguagem séria passa confiança, e conteúdo voltado para grandes quantias despertam seu interesse.

Quem não souber muito bem como investir, por exemplo, poderia se beneficiar de pautas que ensinem o que é Bitcoin, como funciona a Bolsa de Valores e qual o impacto da Selic na Renda Fixa. Já que sabe bem como investir poderia querer ler mais análises técnicas, identificação de boas oportunidades de investimento e outras opções.

Deu para ver como a persona da sua empresa altera drasticamente o tipo de conteúdo que você produzirá, não é mesmo?

2- Monte uma lista de hashtags

As hashtags são uma ótima ferramenta para atrair novos seguidores para a sua rede social. Elas são palavras-chave que aparecem no resultado de busca quando usuários procuram aquele termo específico. Claro, que, assim como no Google, o seu conteúdo compete com centenas de milhares de outras contas, portanto, deve ser feita uma boa estratégia para que o seu post apareça com destaque nos resultados. Alguns itens a serem levados em consideração:

  • Tamanho da hashtag: esta é a quantidade de vezes que a hashtag foi usada. Quanto maior o número, menos chances de seu post ganhar visibilidade. Busque uma hashtag que tenha o tamanho igual ou até duas vezes maior que o seu número de seguidores
  • Relevância da hashtag: certifique-se de que a hashtag usada seja relevante com o assunto de seu post. Assim, você atrairá somente pessoas realmente interessadas no que está oferecendo.

3. Saiba como atrair seus seguidores

Muitas empresas ficam perdidas nas etapas entre criar a rede social e crescer o número de seguidores. Geralmente isso acontece quando ela não está realizando ações para atrair novas pessoas para sua conta, e sim, criando conteúdo apenas para quem já segue seu perfil.

As ações para atrair seguidores variam de acordo com o nicho que sua empresa atua e com a sua persona. Por exemplo, trabalhar com influenciadores da área de finanças pode instigar o público jovem a saber mais sobre sua empresa.

Criar anúncios patrocinados voltados para as redes sociais, de acordo com a localização, atrairá um público próximo de seu local de atuação, o que beneficia empresas que realizam atendimento presencial.

4. Tenha uma estratégia para nutrição de seguidores

Atrair novos seguidores é apenas uma das partes de uma estratégia de redes sociais. A outra envolve também nutri-los para gerar engajamento e “esquentar o público” (falaremos sobre isso com mais detalhes a seguir).

Portanto, produza conteúdo que realmente tenha valor para os seus seguidores e que estimule a interação. Lembre-se de que, nas redes sociais, a imagem de cada post é o que mais chama a atenção. Em seguida, capriche nas suas primeiras palavras para incentivar o seguidor a dar uma chance de leitura. O resto, o seu conteúdo de alta qualidade fará.

5. Converta o público quente em cliente

Na Internet, existe o que se chama de público frio e público quente. O público frio é aquele que nunca ouviu falar na sua empresa e nunca interagiu com ela na Internet. Já o público quente é quem já interagiu com o seu negócio.

Na prática, existem diferentes níveis de temperatura para o seu lead. Ele pode interagir todos os dias com a sua empresa: está muito quente. Ou, talvez, interagiu uma vez nos últimos 30 dias: ainda está quente, mas um pouco menos.

Seja como for, tente esquentar o seu público o suficiente para, depois, lançar uma campanha de conversão orgânica e paga para conseguir novos clientes.

Pronto! Agora que você já viu como usar as redes sociais para empresas de finanças, só resta investir em uma boa estratégia para trazer os resultados que você deseja. Lembre-se de que é necessário um bom planejamento para conseguir o desempenho pretendido.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo de tiver dúvidas!